Cultivando

 

 

 O Sapoti (Acharas zapota) nativo do sul do México e da América Central, onde pode ser encontrado em abundância, espalhou-se por toda América tropical, Caribe e América do Sul e nas áreas mais quentes da Flórida. Nas regiões de origem é muito apreciado e considerado um dos melhores frutos pelo sabor característico.

 

 O sapotizeiro é caracterizado no Brasil como espécie exótica, sendo cultivada no Nordeste, especialmente na Zona da Mata, onde as condições climáticas e de solo são bastante favoráveis ao seu desenvolvimento. Em virtude do sabor e aroma dos seus frutos, o sapoti tem sido comercializado nos mercados regionais a preços bastante elevados. Em análises feitas pela Embrapa Agroindústria Tropical foi encontrado um alto grau Brix ( 25,98), em frutos colhidos dos experimentos conduzidos no Campo Experimental do Curu, em Paraipaba,CE. No Brasil, o maior percentual de consumo do sapoti refere-se ao fruto "in natura". Nos Estados Unidos, além de ser consumido ao natural, seu latex é utilizado na fabricação de chicletes. No México é utilizado também na fabricação de geléias, refrescos e xaropes.

 

 

 Plantio - Em Pernambuco o plantio é feito geralmente nos meses de maio e junho, e a colheita é feita dois anos depois, de junho a agosto, período de colheita relativamente curto. No Ceará, quase toda a produção de sapoti concentra-se na região metropolitana de Fortaleza e é proveniente, quase sempre, de plantios domésticos antigos. Essa situação está sendo revertida com a divulgação de técnicas de irrigação e a produção de mudas. Esse novo cenário tem estimulado os produtores, sobretudo os pequenos, pois o plantio irrigado propicia uma renda constante, uma vez que as plantas passam a produzir o ano todo, ao contrário de antes quando a oferta era concentrada nos meses de outubro, novembro e dezembro.

 

 Clima - O sapotizeiro, por ser uma planta de origem tropical, adapta-se bem em quase todo território nacional. É encontrado produzindo desde o nível do mar até 2.500m de altitude, onde as precipitações estão sempre acima de 1.000mm anuais. Plantas novas perecem em temperaturas abaixo de 0°C, enquanto plantas adultas sobrevivem em torno de 2°C

 

 Solo e Adubação - O sapotizeiro desenvolve em quase todos os tipos de solos, inclusive os calcários, entretanto adapta-se melhor aos solos ricos e bem drenados.

 Como sugestão de adubação a Embrapa Agroindústria Tropical, localizada em Fortaleza, CE, indica os seguintes fertilizantes e quantidades: na época do plantio - 670g/planta de superfosfato simples e 50 de FTE; plantio com um ano - 230g/planta de uréia, 380g/planta de cloreto de potássio e 50 de FTE; do segundo ano em diante - 975g/planta de uréia; 700g/planta de superfosfato simples; 600g/planta de cloreto de potássio e 80 de FTE. De acordo com pesquisa da Embrapa, o sapotizeiro mostrou-se muito bem adaptado ao solo e ao clima da região do Vale do Curu e Paraipaba, no Estado do Ceará. Para suprir as necessidades hídricas da cultura sugere-se aplicar uma média de 50 a 60 litros de água por planta, em dias alternados, nos solos arenosos, típicos do litoral cearenses, a irrigação localizada é a mais recomendada.

 

 Propagação - A propagação do sapotizeiro é feita normalmente por meio de sementes, obtendo-se os chamados "pé franco". Esta prática cria inúmeras desvantagens quando se tem em mente o estabelecimento, em escala comercial, desta fruteira tropical. A propagação vegetativa poderá ser feita por enxertia (encostia e garfagem em bisel), com bastante êxito. Nessa ocasião os cavalos devem ter seguintes dimensões: comprimento de 90 -110 cm e espessura de 7-10 mm.

 

 Plantio - O plantio das mudas devem ser no período em que as chuvas estejam regularizadas, utilizando-se um espaçamento de 8 m x 8 m e uma cova de dimensão de 0,40 m x

0,40 m.

 

 Poda - Deve-se podar as plantas adultas pelo menos uma vez por ano, para manter o crescimento controlado. A copa nunca deve ultrapassar três metros de altura, isto para facilitar a colheita e todos os tratos culturais.

 

 

 Pragas - As principais pragas que atacam o sapotizeiro são: as brocas do caule e dos ramos, e a mosca das frutas.

 

 

 Colheita - A colheita é realizada quando os frutos se encontram no estágio "de vez". Os frutos após colhidos são lavados de preferência em água morna, ocasião em que também são retirados os resquícios do cálice, a fim de evitar o fluxo do latex, melhorando dessa maneira a aparência dos frutos.

Sapoti
Acharas zapota

Sapoti

Acharas zapota

Conheça o  Sapoti

    Sapoti é outro nome para o fruto mais conhecido como ‘chikoo’. Quando falamos sapoti, estamos, basicamente, referindo-se à uma árvore perene tropical que leva este fruto. O sapoti é uma fruta deliciosa rica em calorias pertencente à categoria de frutas como manga e bananas.

 

 O sapoti tem a sua origem nas florestas tropicais da América Central, particularmente no México e Belize, mas é facilmente encontrado na Índia. O fruto é de forma redonda ou oval medindo cerca de 10 centímetros de diâmetro e pesando 150 gramas. Tem 2 à 5 sementes grandes, preto no centro. A fruta verde tem uma superfície dura e polpa branca, devido ao seu alto teor de látex.

 

 O conteúdo de látex reduz o amadurecimento do fruto e sua carne adquire uma cor marrom. Tem uma textura suave e granulada com um sabor doce e almiscarado. É rica em calorias e o seu sabor doce pode ser atribuído à presença de açúcares simples, tais como frutose e sacarose, que repõe a energia e revitaliza o corpo.

 

 A grande variedade de vitaminas, minerais e antioxidantes encontrados no sapoti torna-a uma escolha surpreendente para uma pele saudável e brilhante. Assim, este artigo estaria incompleto caso não falasse sobre os benefícios desta fruta saborosa para pele.

 

 O sapoti ajuda a tornar a sua pele brilhante, reduzindo assim a sua exigência de produtos de cuidados de pele para melhorar a textura e aparência. A vitamina E nesta fruta hidrata a pele, dando-lhe uma aparência saudável e bonita. Por isso, comer sapoti é bom para a pele.

 

 Ela é rica em antioxidantes. Por conseguinte, atua como um agente antienvelhecimento, erradicando os radicais livres no corpo, que são responsáveis para melhorar o processo de envelhecimento. É também eficaz na redução de rugas. A seiva leitosa da planta da sapoti pode ser usado para remover verrugas e o crescimento de fungos sobre a pele.

 

  O óleo extraído das sementes de sapoti ajuda na hidratação e suavização do cabelo, tornando-se assim mais manejável. Ele dá brilho e é considerado excelente para o cabelo encaracolado. Ele é absorvido facilmente sem deixar um resíduo gorduroso.

 

 O óleo de semente de sapoti nutre o couro cabeludo, aliviando as condições de pele irritada e promove o crescimento do cabelo saudável. Este óleo é considerado eficaz no tratamento de cabelo com queda e dermatite seborreica.

 

 A sapoti é um desses frutos que são excelentes para a saúde, além de ser extremamente delicioso, graças à grande variedade de nutrientes contidos nesta fruta. A carne saborosa é facilmente digerível e reabastece o nosso corpo, fornecendo energia devido ao seu alto teor de glicose. Como já foi dito, esta fruta é rica em vitaminas, minerais e taninos.

Confira os Benefícios do Sapoti para Saúde.

 

 Para os Olhos: Sapoti contém uma quantidade elevada de vitamina A. De acordo com uma pesquisa, a vitamina A ajuda a melhorar a visão. Assim, a fim de obter ou manter uma boa visão, você deve comer frutas de sapoti.

 

 Como Fonte de Energia: O sapoti é rica em glicose, que fornece energia imediata para o corpo. Os atletas necessitam de muita energia e, portanto, recomenda-se comê-las.

 

  Como Agente Anti-Inflamatório: O alto teor de taninos faz da sapoti um importante agente anti-inflamatório. Em outras palavras, ela ajuda a melhorar a condição do trato digestivo, através da prevenção de doenças como esofagite, enterite, síndrome do intestino irritável e gastrite. Ele também reduz a inflamação, reduzindo qualquer inchaço e dor.

 

  Para Prevenção de Certos Cânceres: As vitaminas A e B ajuda na manutenção da saúde do revestimento do muco do corpo e a textura da pele. Os antioxidantes, fibras e nutrientes encontrados no sapoti fornecem proteção contra o câncer. A vitamina A fornece proteção contra cânceres do pulmão e da cavidade oral.

 

  Para Ossos Saudáveis: Quantidades adicionais de cálcio, fósforo e ferro são necessárias pelos ossos para aumentar a sua resistência. Rica em cálcio, ferro e fósforo, a sapoti ajuda no fortalecimento dos ossos.

 

  Como Laxante: O sapoti fornece uma alta quantidade de fibras dietéticas (5,6 / 100 g). Assim, é considerado como um excelente laxante. O teor de fibra proporciona um alívio da constipação.

  Durante a Gravidez: Com uma alta dose de carboidratos e nutrientes essenciais, a sapoti é extremamente benéfica para mulheres grávidas e lactantes. Ela ajuda na redução da fraqueza e outros sintomas da gravidez, como náuseas e tonturas.

 

  Para Propriedades Hemostáticas: Sapoti é conhecida por suas propriedades hemostáticas, ou seja, interrompe a perda de sangue. Assim, esta erva é benéfica na redução do sangramento, no caso, de pilhas e lesões. As sementes moídas podem ser aplicadas como uma pasta para aliviar as picadas de insetos.

 

 Para Propriedades Antiviral e Antibacteriana: Devido à presença de antioxidantes polifenólicos, a sapoti possui várias propriedades antivirais, anti-parasitas e antibacterianas. Os antioxidantes impedem a entrada de bactérias para dentro do corpo humano. A vitamina C destrói os radicais livres prejudiciais enquanto o potássio, ferro e ácido fólico, niacina e ácido pantatênico facilita o bom funcionamento do sistema digestivo.

 

  Para Antidiarreico: O sapoti é considerada um agente antidiarreico, devido às suas propriedades purgativas. A decocção feita pela fervura deste fruto em água pode curar diarreia. Ela também ajuda no alívio de pilhas e disenteria.

 

  Para Saúde Mental: Sendo um potente sedativo, a sapoti ajuda a acalmar os nervos e aliviar o estresse. Assim, é aconselhável para os indivíduos que sofrem de insônia, ansiedade e depressão.

 

  Para Resfriado e Tosse: O sapoti é eficaz em manter o congestionamento e tosse crônica afastado, removendo o catarro e muco da passagem nasal e das vias respiratórias. Assim, ajuda no alívio do frio e tosse.

 

  Para Pedras nos Rins: As sementes esmagadas desta fruta age como um diurético, ajudando assim a expulsar a bexiga e pedras nos rins. Ele fornece proteção contra doenças renais também.

 

  Para Ajuda na Perda de Peso: O sapoti ajuda indiretamente na perda de peso e previne a obesidade pela regulação da secreção de enzimas gástricas, assim, regulando o metabolismo.

 Como Diurético: O sapoti age como um diurético e, assim, ajuda na remoção de resíduos do corpo através da micção frequente. Ela impede edemas ou retenção de água, mantendo a concentração de água no interior do corpo.

 

 O magnésio contido na sapoti é benéfico para o sangue e vasos sanguíneos, enquanto o potássio ajuda na regulação da pressão arterial e promove a prática saudável. O folato e ferro previnem a anemia. A sapoti ajuda no fortalecimento dos intestinos e na melhoria do seu desempenho. Em suma, comer sapoti ajuda no desenvolvimento da resistência do corpo contra muitas doenças infecciosas.

 

 Atenção! Para melhores resultados, os frutos devem ser consumidos maduro. Os sapotis crus são extremamente amargos devido ao seu alto teor de tanino e látex, e pode causar úlceras na boca, sensação de coceira na garganta e dificuldade em respirar.