Confira agora o método de plantio do Anjo

 O Método de Plantio dos Anjos não é nenhum mistério, embora pouco divulgado, e apesar de ser bem diferente do que a agricultura moderna propõe. O processo é um pouco mais trabalhoso, mas o resultado compensa o esforço. Veja o esquema inspirado por  Ellen G. White.:

Resultado do uso do método “Plantio do Anjo”

► Os alimentos terão um sabor muito melhor – e você vai descobrir que alguns alimentos que antes eram indesejáveis, se tornarão deliciosos;

► Os níveis nutricionais desses produtos se tornarão extremamente elevados, pois as plantas absorvem mais nutrientes.

► Uma longa vida de prateleira, os frutos durarão muito mais antes de começar a se estragar.

► A pressão de insetos sobre esses alimentos será muito menor, pois a planta fica mais vigorosa para se defender dos ataques de pragas.

► Os animais também preferem esses alimentos altamente nutritivos – e deixarão de visitar seus vizinhos para se deliciarem com seus produtos – portanto, previna-se.

 A experiência das pessoas que usaram o método mostram que o resultado final pode não ser necessariamente mais frutos ou maior peso por acre, mas maior peso por bacia (e qualidade muito superior). Você terá os melhores produtos, e esse tipo de alimento você não encontrará no supermercado.

 Dois videos ensinando como realizar o Plantio do Anjo:

Seria possível um Anjo ter ensinado a plantar frutíferas ?

  Pois  é, me fiz essa pergunta quando ouvi falar sobre este assunto, e me veio várias perguntas na cabeça, do tipo, como assim um Anjo ensinando a plantar?  quem foi que o Anjo ensinou? Como que é esse método? Funciona? E se realmente for verdade porque não é divulgado? ...etc

 Diante de tantas questões fui investigar a origem de tudo isso, e fiquei impressionado pela diversidade de assuntos inspirados por Ellen Gould White, ela tem um histórico de vida realmente interessante e impressionante,  dentre tantos assuntos o método de plantio do Anjo, mas quem foi Ellen Gould White? e como isso se sucedeu?

 

 

 

 Quem foi Ellen Gould White?

 

 Em suma, ela era uma mulher de notáveis ​​dons espirituais que viveu  a maior parte de sua vida durante o século dezenove (1827-1915), mas, através de seus escritos, ela ainda está produzindo um impacto revolucionário em milhões de pessoas ao redor do mundo. Durante a vida, escreveu mais de 5.000 artigos periódicos e 40 livros; incluindo compilações de suas 50.000 páginas de manuscrito, mais de 100 títulos estão disponíveis em inglês. Ela é a escritora mais traduzida em toda a história da literatura e o autor americano mais traduzido de qualquer gênero. Seus escritos cobrem uma ampla gama de assuntos, incluindo religião, educação, relações sociais, evangelismo, profecia, publicação, nutrição e gerenciamento. Sua obra-prima que mudou a vida sobre a vivência cristã bem-sucedida, Steps to Christ, foi publicada em mais de 140 idiomas. Os adventistas do sétimo dia acreditam  que a Sra. White era mais do que uma escritora talentosa; eles acreditam que ela foi nomeada por Deus como uma mensageira especial para chamar a atenção do mundo para as Sagradas Escrituras e ajudar a preparar as pessoas para o segundo advento de Cristo. Desde o momento em que tinha 17 anos até morrer 70 anos depois, Deus lhe deu aproximadamente 2.000 visões e sonhos. As visões variaram em comprimento de menos de um minuto a quase quatro horas. O conhecimento e o conselho recebidos através dessas revelações que ela escreveu devem ser compartilhado com os outros. Assim, seus escritos especiais são aceitos pelos adventistas do sétimo dia como inspirados, e sua excepcional qualidade é reconhecida mesmo por leitores casuais.

 Quer saber mais sobre Ellen Gould White, acesse aqui.

 

 

 

 O método tradicional de cultivo

 A maioria dos métodos de cultivo tradicionais despeja, na terra, uma quantidade excessiva, altamente concentrada e prejudicial de: nitrogênio, fósforo e potássio – Produtos Químicos – o que obriga as plantas a crescerem rapidamente e a produzir bastante, mas de forma artificial e “vazia”, pois são incapazes de retirar da terra, na mesma velocidade e intensidade, os nutrientes necessários a esse crescimento acelerado e nada natural.

 

 No supermercado ou na feira você encontra, muitas vezes, hortaliças grandes e bonitas, mas suas células serão ocas, vazias. Dessa forma, seu corpo não terá as vitaminas necessárias para sobreviver.  Note também que esses vegetais estragarão rapidamente (mesmo conservados na geladeira), exatamente por causa da falta desses minerais essenciais.

 

 Uma espiga de milho tem, em média, 48 nutrientes essenciais para nosso corpo, mas só é possível obter 4 a 6 desses elementos vitais quando essas espigas são produzidas quimicamente.

 

 Quando você usa uma hortaliça que cresceu pela ação violenta de fertilizantes químicos, a terra onde esse vegetal foi produzido, numa velocidade maior que o natural, teve seu PH modificado, impedindo a planta de se alimentar corretamente. Com essa mudança de PH, a maioria dos nutrientes essenciais se tornam indisponíveis às plantas. A planta, que foi alimentada artificialmente, fica cada vez mais doente e mais atrativa aos insetos predadores e às doenças. Dessa forma, os agricultores são forçados a enchê-las de pesticidas, que vão parar em sua mesa, e nas fontes das águas, nos córregos, nos riachos, lagos, mares e oceanos – destruindo e contaminando a tudo e a todos com quem entram em contato.

A visão do Método do Anjo

 Em uma certa noite, numa de suas visões, um Anjo  revelou a Ellen G. White, instruções específicas de como plantar num solo com inúmeras dificuldades. Veja na intregra o relato de sua carta: “Mensagens Escolhidas V. 3, p. 328”

 

Luz Específica Sobre Fruticultura

 

Mensagens Escolhidas VL. 3 - Pag. 328
 

Ellen G. White Instruída Sobre a Plantação de Árvores Frutíferas

 ''Enquanto estávamos na Austrália, adotamos o... sistema... de cavar valas bem fundas e enchê-las com estrume que produzisse bom solo. Fizemos isto no cultivo de tomates, laranjas, limões, pêssegos e uvas.

 O homem do qual adquiri os nossos pessegueiros me disse que gostaria que eu observasse a maneira como eles eram plantados. Pedi então que ele me permitisse mostrar-lhe como deviam ser plantados, segundo me fora revelado durante a noite. Ordenei que meu empregado fizesse uma profunda cavidade no solo, e então pusesse nela fértil lixo, depois pedras, e mais lixo. Depois disso ele pôs camadas de terra e estrume, até encher o buraco. Eu disse ao viveirista que havia plantado dessa maneira no solo rochoso dos Estados Unidos. Convidei-o a visitar-me quando os frutos estivessem maduros. Ele disse-me: "A senhora não precisa que eu lhe ensine como plantar as árvores."

 Nossa plantação foi muito bem-sucedida. Os pêssegos eram os de colorido mais belo e de sabor mais delicioso que já provei. Cultivamos os grandes pêssegos amarelos Crawford e outras variedades, uvas, damascos, nectarinas e ameixas. Carta 350, 1907.''

 

http://ellenwhite.cpb.com.br/livro/index/29/328/1/1#328

A Pulverização de Árvores Frutíferas

 ''Há os que dizem que não se deve matar nada, nem mesmo os insetos. Deus não confiou tal mensagem a seu povo. É possível estender a ordem "Não matarás" a qualquer ponto?; mas fazer isto não está de acordo com o são raciocínio. Os que o fazem não aprenderam na escola de Cristo.

 A Terra foi amaldiçoada devido ao pecado, e nestes últimos dias multiplicar-se-ão insetos de toda espécie. Essas pragas precisam ser mortas, senão elas irão incomodar-nos e afligir-nos, e até matar-nos, e destruir a obra de nossas mãos e o fruto de nossa terra. Nalguns lugares há cupins que destroem inteiramente o madeiramento das casas. Não devem ser combatidos? As árvores frutíferas precisam ser pulverizadas, para que sejam mortos os insetos que estragariam as frutas.   Deus nos deu uma parte para desempenhar, e devemos desempenhá-la com fidelidade. Então podemos deixar o resto com o Senhor.

 Deus não deu a algum homem a mensagem: Não matem formigas, pulgas ou traças. Precisamos tomar precauções contra insetos e répteis molestos e nocivos, e combate-los, a fim de proteger a nós mesmos e a nossas posses de algum dano. E mesmo que façamos tudo que estiver ao nosso alcance para exterminar essas pragas, elas ainda se multiplicarão. Manuscrito 70, 1901. (Review and Herald, 31 de agosto de 1961.)''

http://ellenwhite.cpb.com.br/livro/index/29/328/1/1#328

Plantio do Anjo
Introdução