Características

Pimentão
Capsicum annuum 

Os benefícios do Pimentão 

 

 

 

 

  Embora os pimentões sejam mais usados em pratos salgados, eles possuem um sabor adocicado e botanicamente são considerados frutas. Eles têm sementes e são o equivalente a um ovário no mundo das plantas. O pimentão, ou Capsicum annum, é a fruta da planta capsicum.

  Os Pimentões tem baixas calorias e excepcionalmente são ricos em Vitamina C e outros antioxidantes , tornando-os um excelente complemento para uma dieta saudável. O Pimentão é membro da família das pimentas tenras que pertencem à família capsicum. E têm um sabor doce, leve, e corpo suculento crocante. Embora sejam disponíveis pelo mundo todo, elas têm sua origem na América do Sul, Central e México. 

Confira os benefícios do Pimentão para Saúde:
 

  Para o Crescimento do Cabelo: O Pimentão pode ajudar a acelerar o crescimento dos fios por mais de 50%. Ferver algumas fatias de Pimentão na água por 10 minutos e esfriar por 15 minutos. Então, aplicar no couro cabeludo e enxaguar. Fazer isto regularmente estimulará o crescimento do cabelo.

 

  Para Acabar com Artrite: Os Pimentões  são grandes fontes de 3 carotenoides que combate o câncer: luteína, beta-criptoxantina, e zeaxantina. Além de ser excelente para pele, estes carotenoides ajudam em reduzir o inchaço causado pela artrite por causa de seu alto teor de silício. O suco de Pimentão  é também conhecido por suas qualidades de cura.

 

  Para Saúde dos Olhos: Os Pimentões tem mais de 30 tipos diferentes de carotenoides, incluindo alfa-caroteno, beta-caroteno, licopeno, luteína, criptoxantina e zeaxantina. Os carotenoides são uma família de fito nutrientes que é responsável pela coloração vermelha, amarela e laranja brilhante em muitas frutas e vegetais. Os pesquisadores descobriram que eles ajudam a curar os olhos e afastar a doença dos olhos porque eles absorvem luz azul prejudicial à medida que entra nos olhos.

 

 Para Prevenir do Câncer: Os carotenoides também possuem poderosos efeitos antioxidantes que podem prevenir certos tipos de cânceres. Os carotenoides desativam os radicais livres, que são os átomos de oxigênio prejudiciais às células que reagem com outras moléculas em seu corpo. Certifique-se de que os Pimentões estejam bem maduros para maximizar a quantidade de benefícios antioxidantes que possuem, o amadurecimento aumenta o conteúdo de carotenoides nos Pimentão. Eles também têm enxofre que ajuda a prevenir o câncer.

  Para Aumentar a imunidade: A quantidade de Vitamina C aumenta com o amadurecimento, e os Pimentões estão cheios de Vitamina C. 1 xícara de Pimentão vermelho cortado dá-lhe 157% do seu conteúdo diário de Vitamina C, o que os torna uma ótima maneira de se manter saudável.

 

 Grande fonte de vitamina B6 e magnésio: A combinação de vitamina B6 e o mineral magnésio levam a diminuição dos níveis de ansiedade, particularmente devido a sintomas pré-menstruais. Sendo um diurético natural, a vitamina B6 ajuda a reduzir o inchaço e previne a hipertensão.

 

   Para Melhora o Humor: Se você estiver se sentindo triste , tente aumentar a quantidade de Vitamina B6 que você consome. Naturalmente ocorrendo em Pimentões, B6 ajuda seu cérebro a produzir serotonina e norepinefrina, dois produtos químicos que afetam seu humor.

 

  Para o Sono: Não é capaz de adormecer à noite? Coma uns pimentões! A Vitamina B6 encontrada em Pimentões também ajuda na produção de melatonina, que seu corpo precisa para regular seu relógio interno.

 

   Para Tratar Doenças  Cardiovasculares: Os pimentões vermelhos são ricos em licopeno, tornando-os assim excelentes para um coração saudável, enquanto pimentões verdes são uma boa fonte de fibra que reduz colesterol. Os níveis aumentados de homocisteína podem levar a um maior risco de doença cardíaca. Pimentão contém vitamina B6 e folato que ajudam a baixar os níveis de homocisteína.

 

  Para a Perda de Peso: Pimentão tem baixo teor em gordura e calorias, cerca de 1 grama de gordura e 29 calorias por copo, o que os torna uma opção de lanche ideal ou um excelente complemento para uma refeição principal. Esta pequena quantidade de gordura é suficiente para fornecer um armazenamento confiável para os nutrientes solúveis em gordura do Pimentão.

   Para ter uma Pele Bonita: O Pimentão contêm uma quantidade sólida de vitamina E, o que ajuda a manter a aparência da pele fresca e jovem, e com o cabelo forte e vibrante.

 

  Para Reduzir o Colesterol: Apesar de os Pimentões conterem menos capsaicina do que seus primos espinhosos, eles têm alguns. E essa é uma boa notícia para aqueles com colesterol alto , porque a capsaicina é um nutriente que reduz os níveis de colesterol ruim em seu sistema.

 

   Para Combater as Dores: O Pimentão alivia a dor crônica de algumas maneiras. A Vitamina C e a Vitamina K, ambas encontradas em pimentões, possuem propriedades anti-inflamatórias , o que reduz o inchaço e protege contra a osteoporose. A capsaicina também alivia a dor crônica.

 

   Para o Coração: As propriedades anti-inflamatórias no Pimentão também reduzem a inflamação nas artérias. Isso significa que os pimentões ajudam a prevenir doenças cardíacas e diabetes.

Dicas - Pimentões Amarelo, Verde e Vermelho:

Pimentão Amarelo

 

  O pimentão amarelo é presenteado com muita vitamina C (mais do que nos demais pimentões de outras cores), sendo que 100 gramas desse alimento apresentam mais de 200% da quantidade mínima de ingestão diária recomendada de vitamina C (que é de 60 mg de vitamina C por dia).

 

  Possui ação expectorante, descongestionante, antibacteriana, indutor de termogênese (transforma parte das calorias dos alimentos em calor), agindo como uma verdadeira aspirina natural, além disso trabalha na dissolução de coágulos sanguíneos.     

Pimentão Verde

 

  O pimentão verde é rico em vitamina E, carotenoides e betacaroteno, que ajudam o organismo na prevenção de doenças tais como cataratas e câncer de próstata, de pulmão, de intestino e de garganta. Além desses benefícios é uma importante fonte de vitaminas do complexo B, minerais (potássio, fósforo, magnésio e cálcio), ácidos graxos insaturados e bioflavonoides, isto é, componentes que são verdadeiros antioxidantes.

Pimentão Vermelho

 

  O pimentão vermelho é rico em antioxidantes que contribuem para a redução de problemas cardiovasculares, por sua vez. Também é rico em vitamina C e vitamina E. Ele é o tipo que apresenta maiores valores de ácido ascórbico e betacaroteno.

 Cuidados importantes para o preparo do Pimentão

 

  As vitaminas presentes no pimentão são elementos sensíveis a alguns processos de cozimento/calor.

 As vitaminas A, C e a maioria dos compostos antioxidantes presentes no pimentão são facilmente oxidativas, isto é, perdem suas propriedades químicas rapidamente ao entrarem em contato com o oxigênio do ar. Por isso, a dica para preservar melhor todos os nutrientes e vitaminas do pimentão é ingeri-lo cru, como por exemplo, em forma de salada ou até mesmo batido no liquidificador em forma de molho/tempero.

Pimentão
Capsicum annuum Group

Cultivando

 

SOLO: úmido, mas não encharcado, e sem salinidade

CLIMA: temperatura na faixa entre 21 e 27 graus célsius

ÁREA MÍNIMA: cerca de 300 gramas de sementes cobrem um hectare

COLHEITA: após 100 dias do plantio

CUSTO: mil sementes de híbridos custam em média de R$ 150 a R$ 200

 

 

INÍCIO - A propagação do pimentão é feita por sementes, mas antes devem ser preparadas as mudas que serão transplantadas para o local definitivo. O uso de copos de jornal, papel ou de plástico descartável em sementeiras é uma opção simples e fácil. Em sistemas tecnificados, são utilizadas bandejas de isopor de 128 células para substratos enriquecidos com adubos químicos. No caso de agricultura orgânica, recomendam-se bandejas de 72 células, pois são adotados somente substratos orgânicos. Para conseguir boas mudas, a dica é colocar as bandejas em estufas ou viveiros. O transplante ocorre entre 35 e 40 dias após a semeadura.

 

AMBIENTE - O pimentão é exigente em calor e alta luminosidade. As temperaturas mais adequadas para o plantio vão de 21 a 27 graus célsius. Em regiões de clima temperado, o cultivo deve ser feito nos períodos menos frios e com menos riscos de geadas. Em locais frios ou com altitudes acima de 800 metros, deve-se fazer a semeadura do pimentão entre os meses de agosto e fevereiro.

 

PLANTIO - Plante canteiros em solos mais úmidos. Encharcados e salinos não são tolerados pelo pimentão. A salinidade pode ocorrer principalmente em cultivo em estufas ou por uso excessivo de fertilizantes químicos. Evite também áreas que já foram cultivadas com batata e tomate, pois, como são da mesma família, possuem doenças transmitidas pelo solo em comum. O espaçamento ideal para a cultura é de 1 metro entre linhas e 50 a 60 centímetros entre plantas, principalmente para cultivos orgânicos. Em locais protegidos, deixe distâncias de 30 a 40 centímetros entre plantas e 80 centímetros entre linhas.

 

ADUBAÇÃO - A adubação deve ser definida a partir da análise química do solo e uma consulta a um engenheiro agrônomo. Em geral, são usadas formulações de adubos químicos (NPK 4-14-8, 4-16-8, 4-30-12) e, em cobertura, adubos ricos em nitrogênio, como ureia, sulfato de amônia e ainda formulações de NPK 20-00-20 e 10-10-10. No cultivo orgânico, utiliza--se composto orgânico na proporção de 3:1 de material vegetal e estercos, além de fosfato de rocha natural e adubações de cobertura com compostos fermentados tipo bokashi - composto de farelos fermentado muito rico em nutrientes e micro-organismos. Deve ser feito aos 30, 60 e 90 dias após o transplante.

 

IRRIGAÇÃO - Faça irrigações pelo sistema por aspersão ou gotejamento, mais indicado para o cultivo protegido. O pimentão gosta de água, principalmente no período de floração e desenvolvimento de frutos. A falta de água pode causar podridão apical dos frutos, devido à deficiência de cálcio. Contudo, cuidado com o excesso de regas, que pode aumentar o risco de doenças foliares e tornar o solo prejudicial para o plantio.

 

CUIDADOS - Mantenha as plantas livres de competição com o mato até 60 dias após o transplante. Ramos e folhas abaixo da primeira bifurcação, inclusive a flor ou o fruto, devem ser eliminados. Em cultivos protegidos, selecione quatro hastes acima da primeira bifurcação para conduzir a planta e eliminar as demais. Sem esses procedimentos, há uma redução da produção, que pode chegar a 40%. É ainda fundamental realizar o tutoramento. Amarre as plantas em estacas de madeira ou de bambu individuais para evitar o tombamento.

 

PRODUÇÃO - De 100 a 110 dias após a semeadura pode se iniciar a colheita, a qual se estende por quatro a cinco meses, com produtividade média de 35 a 40 toneladas por hectare. Em estufas, a colheita demora um pouco mais, até 9 meses. Porém, a produtividade média sobe para até 150 toneladas por hectare. Em cultivos orgânicos, a produtividade varia de 25 a 30 toneladas por hectare.