Receitas - Chá de Seriguela

              Receita - Chá de seriguela para conter os sintomas da dengue

 O chá feito com as folhas ajuda ainda a reduzir os sintomas da dengue, auxiliando durante o processo de tratamento da doença. Essa receita deve ser combinada ao suco de uva de forma a amenizar os efeitos sintomáticos da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, sendo aprovado por aqueles que experimentaram.

 

 Uma das pacientes que experimentaram a receita para tal finalidade foi a professora Dejanira Franceschi de Angelis, que é docente no Departamento de Bioquímica e Microbiologia do Instituto de Biociências da Univesrsidade do Estado de São Paulo (Unesp), em Rio Claro, quando contraiu a doença.

 

 Segundo ela, ao tomar a mistura, a mesma sentiu uma melhora nas dores corporais e mal-estar, sintomas típicos da dengue. Ela, entretanto, é bastante categórica ao afirmar: não existe comprovação científica quanto aos efeitos do chá no tratamento da dengue, e cada pessoa reage de uma forma, podendo ou não ter efeitos positivos com o consumo.

 

Atenção

 

 É importante também ressaltar que mesmo usando o chá, não se deve interromper o tratamento indicado pelo médico, pois este atuaria somente como um complemento, e não um substituto. 

Cultivando

Tipos de solo

 

 Está adaptada a solos fracos e com baixa pluviosidade.

 

 

Forma de plantio

 

 O espaçamento de plantio no campo deve ser de 7 X 7m , mantendo-se cerca de 204 plantas por hectare.

 

 Deve-se usar covas com dimensões de 60 X 60 X 60cm e adubadas 15 dias antes do plantio, com 15 kg de esterco de gado bem curtido, misturados com 400 a 500g de Superfosfato simples, e em torno de 200 g de calcário dolomítico.

 

 O cloreto de potássio e a uréia ou o sulfato de amônio só deverão ser aplicados, parceladamente, e somente após o total pegamento da estaca que, em geral, ocorre de 90 a 120 dias após o plantio das estacas.

 

Pragas / Doenças

 

 Nas condições climáticas nordestinas brasileiras, os problemas fitossanitários mais sérios da seriguela são, basicamente, a mosca das frutas e o ácaro, como pragas importantes, e a antracnose e verrugose, como doenças.

 

 O controle preventivo contra as pragas e as doenças é a maneira mais correta e eficiente de se evitar estes problemas.

 

 A mosca das frutas deve, antes de qualquer controle, ser monitorada com garrafas tipo armadilhas contendo melaço de cana para determinar com maior precisão a quantidade de inseticidas a ser aplicado. Três a quatro pulverizações com Fenthion a 0.15% até um mês antes da colheita geralmente são suficientes no controle da mosca das frutas.

 

 O ácaro deve ser controlado, quando os frutinhos iniciam o "enchimento", fazendo-se 3 a 4 aplicações com um acaricida-ovicida como o Propargite a 0,15%.

 

 As duas doenças podem ser controladas com 4 a 5 aplicações de oxicloreto de cobre a 0,25% com intervalo entre 15 e 21 dias de uma para outra, dependendo da severidade do ataque.

 

 Geralmente, nos plantios caseiros, onde é mais encontrada a seriguela, não existe nenhum controle fitossanitário e, o produtor na maioria das vezes, controla as pragas e/ou doenças apenas com uma poda drástica na fruteira.

 

 

Colheita

 

 Produz cerca de 80 Kg de frutos em uma única safra, a qual se estende de Dezembro a Fevereiro.

 

 

Produtividade

 

 A produção de seriguela por hectare, usando-se o espaçamento 7 X 7m. é de, aproximadamente, 16 t/ha.

 

 O custo de produção, incluindo a embalagem e transporte, está por volta de 40%.

 

 Isto demonstra ser a seriguela, uma fruta exótica de grande potencial econômico no mercado frutícola nacional, principalmente onde a população de origem nordestina é predominante.

 

 

Reprodução

 

 A seriguela dificilmente se propaga por sementes.

  

 A propagação da Seriguela é feita somente por via assexuada utilizando-se estacas que variam de 30 a 50cm de comprimento e de 7 a 12cm de diâmetro, cortando-os, em bisel.

 

 É necessário fazer pequena desfolha nos galhos selecionados para a planta não sentir, perdendo água pela transpiração folhar.

 

 As estacas de tamanhos maiores e mais grossas são preferidas pois, desenvolvem-se e se transformam em planta com mais rapidez.

 

 As estacas podem ser plantadas em seus locais definitivos ou em balainhos grandes ou, latas de vinte litros, ou ainda, em baldes velhos descartados. Assim que começarem a emitir brotos ou folhas novas, já poderão ser levadas a campo.

 

 A estaquia deve ser feita com as estacas na posição inclinada formando um ângulo de 45° com o solo e, preferivelmente no início das chuvas.

 

 A planta inicia a produção com cerca de 3 anos após a estaquia e, em geral, uma planta adulta bem copada, com um raio de copa tendo em torno de 4,5 metros de diâmetro.

Seriguela 
Spondias purpurea L.

Siriguela 
ou 
Seriguela

Spondias purpurea L.

Seriguela – Para Que Serve e Propriedades

 

 

 No Brasil, existe uma grande diversidade de frutas que ainda não foram totalmente pesquisadas e que apresentam muitas propriedades e benefícios. Existem muitos alimentos, como a seriguela, que ainda são pouco conhecidos, mas muito ricos em nutrientes, podendo contribuir bastante com a melhoria da saúde física e mental.

 O consumo adequado de vitaminas e minerais é de fundamental importância para a manutenção das funções metabólicas no organismo e muitas doenças podem ser evitadas com uma alimentação equilibrada e saudável. Vamos conhecer alguns dos muitos benefícios da seriguela, saber para que serve e conhecer as diversas propriedades desta fruta.

 

 A seriguela é uma fruta de sabor doce e coloração amarelada, sendo bastante parecida com outra fruta, o cajá. Ela também é conhecida como Seriguela, ameixa-da-Espanha, ciroela, jacote e cajá vermelho. Sua árvore pode atingir até 7 metros de altura e esta planta é originária da América Central, sendo também encontrada no México, e na América do Sul.

 No Brasil, esta fruta é encontrada em diversos estados, entre eles Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro. No Nordeste brasileiro, esta fruta é uma ótima opção econômica, pois pode tanto ser consumida in natura, como também ser utilizada no preparo de polpa concentrada, sucos, bebidas fermentadas, vinhos, sorvetes, entre outros.

 

Para que serve a seriguela e quais suas propriedades nutricionais?

 

 A seriguela é uma fruta bastante nutritiva, contendo alto teor de carboidratos, fibras, sendo uma excelente fonte de vitaminas, entre elas as vitaminas A, do complexo B e a vitamina C. Ela também contém uma alta quantidade de minerais, entre eles o cálcio, o ferro, o potássio, o manganês, o magnésio, o cobre, o sódio, o fósforo e o zinco.

 Além disso, esta fruta possui muitas substâncias com poder antioxidante, auxiliando no bloqueio dos radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento precoce e por causar diversas doenças.

Principais benefícios da Seriguela

 A seriguela tem sido estudada por diferentes universidades e instituições, causando curiosidade e interesse em função da quantidade de substâncias que podem ser benéficas à saúde. Conheça, a seguir, os diversos benefícios da seriguela, saiba para que serve esta fruta e aprenda sobre suas propriedades:

1.  inchaço

 

 Os benefícios da seriguela são inúmeros, apresentando, entre eles, uma ação diurética, ou seja, esta fruta promove a redução do inchaço, auxilia na eliminação de líquidos retidos no corpo e também estimula a eliminação das toxinas de forma mais rápida e eficaz. Desta forma, é possível perceber uma redução de medidas corporais com o passar do tempo e até mesmo a diminuição do peso corporal.

 As frutas ricas em magnésio, potássio e vitamina B6 são as mais recomendadas para atuarem na redução de líquidos, assim como as frutas ricas em água. A seriguela, por sua vez, contém bastante potássio, possuindo, aproximadamente, 248 mg deste mineral, e contém, aproximadamente, 18 mg de magnésio para cada 100 g da fruta.

 

 

2. Aumenta a energia e disposição

 

 Esta fruta é bastante recomendada para quem busca ter mais energia durante o dia e, principalmente, para quem pratica alguma atividade física, pois ela contém uma alta quantidade de carboidratos e uma quantidade significativa de calorias.

 Os carboidratos, por sua vez, são de fundamental importância para manter os níveis adequados de açúcar no sangue. Em média, cada 100 g da fruta possui 76 Kcal e contém 18,9 g de carboidratos.

 

 

3.  intestino

 

 Os problemas intestinais são bastante comuns e estão sempre conectados a transtornos como a prisão de ventre, as irritações e as inflamações. Uma alimentação rica em frutas fornece uma quantidade suficiente de fibras para o bom funcionamento do intestino. É fundamental manter a saúde do intestino, pois ele é responsável por retirar os nutrientes dos alimentos, garantindo a adequada nutrição.

 Assim como boa parte das frutas, a seriguela contém altos teores de fibras e estas possuem propriedades que contribuem para a limpeza do intestino, eliminando os resíduos acumulados nas vilosidades, promovendo, assim, a melhor absorção dos nutrientes. Estudos mostram que as fibras também podem evitar diversas doenças cardiovasculares, a diabetes e contribuindo para o tratamento da obesidade.

 O consumo de fibras promove também a prevenção de diversas doenças, entre elas, o câncer do intestino. Em média, cada 100 g da fruta possui 3,9 g de fibras.

 

 

4. Ajuda a reduzir as taxas de colesterol

 

 As fibras presentes também são responsáveis pelos benefícios da seriguela para a redução das taxas do colesterol ruim (LDL), pois elas diminuem a absorção das gorduras no intestino e, desta forma, auxiliam no controle da quantidade de colesterol no sangue.

5. Fortalece o sistema imunológico

 

 O organismo está em constante exposição a bactérias, vírus, fungos e diversos agentes causadores de doenças. Estes agentes podem apresentar maior risco quando o sistema imunológico está fraco, aumentando a incidência de problemas e doenças como gripes, resfriados e infecções.

 Entre os muitos fatores que podem afetar o sistema imunológico estão o estresse, problemas ambientais como a poluição, assim como uma alimentação pobre em nutrientes. A seriguela é rica em diversas vitaminas e minerais que podem contribuir para o fortalecimento do sistema imunológico, entre elas, a vitamina C e o zinco.

 A vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, participa do processo de produção de células que combatem as infecções, os glóbulos brancos. Ela também ajuda a aumentar os níveis de anticorpos no organismo. Em média, cada 100 g da fruta possui 27 mg de vitamina C.

 O zinco, por sua vez, é responsável por benefícios da seriguela para a síntese de células imunológicas e também atua no processo de defesa contra agentes estranhos no corpo e no combate a vírus, bactérias e fungos.

 

 

6. Aumenta a saúde dos ossos

 

 O cálcio é um dos minerais mais importantes para se manter a saúde dos ossos e dos dentes, sendo o mineral mais abundante no corpo humano. A manutenção dos ossos depende, consideravelmente, da quantidade de cálcio que estes contêm e sua deficiência pode aumentar a incidência de problemas como a osteoporose, promovendo maiores riscos de fratura.

 O cálcio também é importante no processo de contração muscular e na coagulação sanguínea, entre muitas outras funções. Essas funções estão presentes na lista de benefícios da seriguela, pois ela é uma fruta que contém altas quantidades de cálcio em sua composição, apresentando em torno de 27 mg de cálcio para cada 100 g da fruta.

 

 

7. Tem ação antioxidante

 

 A seriguela é rica em compostos considerados antioxidantes, tais como os compostos fenólicos e a vitamina C. Estas substâncias promovem a neutralização da ação dos radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento precoce e ajudam na prevenção de diversas doenças crônicas, entre elas as doenças cardiovasculares e os diversos tipos de câncer.

 

 

8. Combate os efeitos do estresse

 

 A vitamina C presente na seriguela auxilia em diversas funções no organismo, promovendo também a redução dos níveis do hormônio cortisol, que é estimulado pelo estresse e que causa muitos problemas ao organismo, entre eles o aumento do peso corporal e da quantidade de gordura acumulada nos tecidos.

 O consumo frequente de alimentos ricos em vitamina C pode ajudar na prevenção de muitas doenças e sintomas causados pelo estresse.

 

 

9. Controla o apetite

 

 Todos os nutrientes são de fundamental importância para a manutenção da saúde. Alguns, no entanto, podem atuar de forma mais específica em determinados processos. O potássio, por exemplo, é um regulador dos níveis de açúcar no sangue. Desta forma, este mineral ajuda a equilibrar a quantidade de glicose presente e auxilia no controle da liberação do hormônio insulina.

 Quando as taxas de glicose estão baixas, a insulina sinaliza para o cérebro que o corpo precisa de energia, promovendo o aumento do apetite. Portanto, o potássio pode auxiliar no controle do apetite e da fome, sendo responsável também pelos benefícios da seriguela para o controle do peso.

10. Ajuda no ganho de massa muscular

 

 Outra função bastante importante do potássio é que este participa dos processos de contração e relaxamento dos músculos, juntamente com o cálcio, ajudando a evitar dores e câimbras provenientes dos treinos e de atividades físicas regulares. O potássio participa do processo de síntese de proteínas, acelerando, assim, a recuperação muscular e o crescimento das fibras, ajudando no ganho de massa muscular.

 

 

11. Previne a anemia

 

 O ferro é um dos principais nutrientes da alimentação, sendo fundamental para a formação da hemoglobina que é responsável pelo transporte de oxigênio para o corpo. Quando o organismo possui uma deficiência deste mineral, há menor produção de hemoglobinas e ocorre o problema de anemia. A seriguela contém ferro em sua composição, sendo fundamental para a manutenção da saúde.

 

 

12. Melhora a saúde do sistema nervoso

 

 O último dos benefícios da seriguela em nossa lista está relacionado ao fato desta fruta ser rica no mineral fósforo, que é fundamental para fornecer energia para os neurônios e também participa do processo relacionado aos estímulos elétricos.

 Desta forma, este fruta ajuda na manutenção das funções do sistema nervoso, promovendo uma melhoria também das funções cognitivas como a concentração, a memória e o foco. Em média, cada 100 g da fruta possui 49 mg de fósforo.