Dicas para escolher um bom Melão!

 Vale lembrar que os melhores alimentos para o consumo são os de origem orgânica, já que são livres de agrotóxicos. Mas temos algumas dicas para a hora da compra:

 Observe a casca: procure por aranhões, cortes ou lesões, observe cuidadosamente, pois a bactéria salmonela pode se alojar em um corte.

 Veja o brilho e sinta se ele está firme e pesado.

 Analise se a cor está bem viva.

 Balance o melão e veja se as sementes estão soltas, se estiverem esta no ponto certo.

 Para melhor conservação guarde em um local fresco ou na geladeira.

 Para saber se está maduro sinta se a polpa está meio mole.

► Use o truque do “umbigo”. O “umbigo” do melão está na extremidade oposta à haste. Pressiona um pouco o umbigo e se ele ceder, o melão está no ponto.

► Verifique o caule. Se o melão ainda estiver com o caule, provavelmente ele ainda está verde. Cheire a extremidade do caule do melão – o cheiro deve ser exatamente ao do melão. Se não houver cheiro algum ou mau cheiro, não compre.

Como consumir?

 Antes de comer lave em água abundante, da forma correta. A maneira mais comum de consumo é ao natural, porém pode ser comido em saladas de fruta e sucos.

 Para o suco é necessário uma xícara de polpa de melão e 250 ml de água. Bata todos os ingredientes no liquidificador e não precisa de adoçante. Sirva gelado.

 Só não exagere no consumo do melão, pois pode causar diarreia.

Características

Melão

Cucumis melo

Os Benefício do Melão para a Saúde

 Essa fruta é muito suculenta, com polpa macia e doce, tendo em sua composição cerca de 90% de água, ideal para aqueles dias mais quentes. Com seu formato arredondado ela é rica em vitamina A, B, C e E e em minerais como ferro e cálcio essenciais para uma boa saúde. Suas sementes em seu interior também são uma excelente fonte de vitamina B12 e proteínas, sendo uma segunda opção de consumo para vegetarianos.

 Melão é da família das cucurbitáceas, ou seja, ele é parente da abóbora, melancia, pepino e abobrinha. Outro detalhe interessante é a sua origem, ele foi inicialmente cultivado na Ásia e África e ainda podemos acrescentar que os melhores meses de cultivo são de abril a agosto.

 

 No Brasil há dois tipos de melões mais conhecidos e comercializados, são eles:

 Melão Amarelo – tipo espanhol: podem ter casca enrugada ou lisa de cor amarela. Não tem cheiro e a poupa tem um tom branco. Esses são mais fáceis encontrar no mercado.

 Melão Cantaloupe – tipo americano: possui casca com algumas irregularidades – tipo uma rede-, coloração amarelo-esverdeado e cheiro característico.

Melão cantaloupe
Melão Amarelo

Confira Agora os benefícios do Melão para a Saúde:

 

 

1- Ajuda a emagrecer

 Apesar de todo mundo saber que quase todas as frutas são amigas da balança o melão em especial, pode ter um lugar garantido na sua dieta. Um dos motivos é que ele possui poucas calorias, em 100g há 34 kcal o outro motivo é que é relativamente pobre em gorduras prejudiciais. Além disso, ele é cheio de nutrientes e vitaminas que fazem muito bem a saúde e nos dá uma saciedade maior.

2- Elimina toxinas

 O ácido fólico do melão provoca uma ação diurética, ou seja, ajuda a eliminar toxinas e líquidos que ficam acumulados no nosso corpo, por meio da urina.

 

3- Melhora a visão

 O melão é rico em vitamina A, responsável por proteger as células das ações dos radicais livres. Essa vitamina retarda a degeneração macular e outros males relacionados à idade. Além disso, faz uma manutenção na retina responsável por transformar luz em impulsos elétricos, oferecendo proteção para a mesma.

4- Diminui os sintomas da TPM e menopausa

 Para as mulheres, essa fruta é ainda mais benéfica já que auxilia na regulação do período menstrual, pois age como um anticoagulante e melhora a circulação. Então, coma um pedaço de melão antes, durante e depois da menstruação.

5- Previne o câncer

 A presença de antioxidantes, como Luteína, Beta-caroteno, Criptoxantina e Zeaxantina combatem células defeituosas que se transformam em tumores.

6- Combate a insônia

 O melão tem efeitos calmantes, deixando os músculos e nervos relaxados ideal para uma boa noite de sono. Ainda, por ter grandes quantidades de água e fibra, evita que levantemos a noite para comer ou beber água, proporcionando boas horas de sono com qualidade.

7- Diminui a pressão arterial

 Quantidades significativas de potássio ajudam a equilibrar fluídos das células e a manter a pressão arterial estável. Isso por sua vez previne ataques cardíacos e derrame.

8- Evita a desidratação

 Com seu alto teor de água e eletrólitos, melão é um grande aliado contra os perigos da desidratação durante o verão.

9- Aumenta a imunidade do organismo

 A vitamina C e magnésio quando consumidos de maneira correta aumenta a imunidade. Isso se deve a barreira ou resistência que se cria contra infecções virais, infecções bacterianas e células prejudiciais ao corpo.

10- Elimina as pedras nos rins

 Sua grande porcentagem de nutrientes ajuda na cura de pedra nos rins e por conter bastante água ajuda na prevenção dessa doença já que os rins ficam sempre limpos.

Outros benefícios:

Retarda o envelhecimento;

► Proteção contra o Alzheimer;

► Proteção contra a Osteoporose;

► Previne a insuficiência renal;

► Ajuda a eliminar cálculos renais;

► Melhora a artrite e gota;

► Alivia a constipação;

► Trata o corrimento nas mulheres.

Cultivando

 

  Com raríssimas exceções, o Brasil dispõe de ótimas condições de produção de frutas. Tem terra e água, solo naturalmente fértil ou corrigível, clima adequado e boa oferta de mão de obra, embora nem sempre qualificada. A Região Nordeste, onde as temperaturas atingem níveis escaldantes, é propícia para a produção de melão de grande valor de mercado no país e no exterior.

 

 De folhas grandes e flores amarelas, suas plantas são rasteiras e se desenvolvem bem em locais com insolação, dias longos, ar seco e sem ventos fortes. Em média, os meloeiros chegam a produzir entre 60 e 70 dias.

 O uso de mantas agrotêxteis, para proteger as plantas, e de cobertura morta, para o solo, são meios de otimizar o sistema de produção. Também afastam pragas, como a mosca-branca e a larva-mineradora, que são as mais nocivas e podem gerar prejuízo de 20% a 100% na plantação, com manchas, amarelecimento, queima de folhas, redução de vigor e de rendimento de frutos.

 

 No entanto, o melão conta com boa variabilidade genética e, por isso, tem fácil adaptação de plantio em diversos países. No mercado nacional, destacam-se as variedades tipo amarelo e as derivadas do espanhol valenciano amarelo, que suportam longos transportes e armazenamento.

 

Características:

 

 Solo: Areno-argilosos, soltos, profundos e bem drenados

 Clima: Temperatura de 25 a 35 graus e baixa umidade relativa

 Área mínima: Em média, 0,8 metro quadrado para cada melão

 Colheita: De 55 a 100 dias após o plantio, dependendo da região

 Início - Comece a plantar melão em períodos de pouca chuva, por isso descarte a estação das águas. Também escolha um local de cultivo onde há bastante incidência de sol, predomine o clima quente e não haja muitas correntes de vento. Em regiões com temperaturas amenas, recomenda-se o plantio entre outubro e fevereiro.

 Plantio - Além de local com clima quente, o melão apresenta bom desenvolvimento se plantado em solos profundos e bem drenados, com textura areno-argilosa e soltos. O pH deve estar entre 6,4 e 7,2, caso contrário, faça correção dois meses antes do plantio.

 Espaçamento - As medidas para a cultura do melão são de 2 metros entre fileira e de 0,3 a 0,5 metro entre plantas. Faça covas de 2 a 3 centímetros de profundidade, coloque de 2 a 3 sementes e cubra com areia e esterco. Bandejas de isopor e tubetes são outras opções indicadas para produção de mudas.

 Cuidados - Evite prejuízos que podem ocorrer na plantação de melão com o uso de cobertura morta na área de cultivo. Os frutos não devem ficar em contato com o solo, meio que facilita o ataque de pragas e doenças, como lagartas, fungos e bactérias, além de manchas brancas, que também podem surgir na casca do melão. Por isso gire-os regularmente. Desbaste as plantas quando aparecerem de quatro a cinco folhas. As mais fracas devem ser retiradas.

 Irrigação - O cultivo de melão necessita ser irrigado com frequência, mas deve ser feito até três dias antes da colheita para aumentar os açúcares nos frutos. O uso de sistemas de gotejamento com fertirrigação oferece bons resultados. Em cada fileira de cultivo, instale mangueiras com gotejadores espaçados a 50 centímetros de distância.

 Polinização - O meloeiro se multiplica pela reprodução cruzada, tarefa bem executada pelas abelhas quando saem em busca de néctar das flores. No voo, de um lado para o outro, os insetos carregam pólen de uma planta para outra.

 Produção - Os frutos estão prontos de 55 a 75 dias após o plantio, dependendo da variedade. Em regiões de temperaturas amenas, o ponto de colheita ocorre, aproximadamente, 100 dias após o semeio. Escolha as horas mais frescas para a colheita, o que pode ser realizada a cada três ou cinco dias. Ao retirar a fruta, deixe um pequeno ramo de 1 a 3 centímetros de comprimento.

Mais informações: www.cpatsa.embrapa.br; www.cnpat.embrapa.br; www.cnph.embrapa.br; www. abhhorticultura.com.br e www.scielo.br

Melão

Cucumis melo