Características

Cultivando

 

 

   O maxixe é uma trepadeira cujos ramos podem crescer até 3 metros. Planta de origem provavelmente africana, pode ser encontrada crescendo naturalmente em muitas regiões tropicais da América e da Austrália.

 

Clima:  O maxixeiro é uma planta de clima quente, crescendo bem em temperaturas entre 20°C e 27°C.

 

Luminosidade:  Esta planta cresce melhor em condições de alta luminosidade, com luz solar direta pelo menos algumas horas por dia.

 

Solo:  Plante em solo leve, rico em matéria orgânica, fértil e bem drenado. O ideal é que o pH do solo esteja entre 5 e 6,5.

 

Irrigação:  Irrigue com a frequência necessária para que o solo seja mantido úmido, porém sem que permaneça encharcado.

 

Plantio:  A semeadura é feita normalmente no local definitivo, fazendo covas de 30 cm de profundidade e 30 cm de diâmetro. A terra retirada de cada cova deve ser adubada com esterco bem curtido, húmus de minhoca, composto orgânico ou adubo químico. Após fechar a cova com a terra já adubada, irrigue e coloque 2 ou 3 sementes a cerca de 2 cm de profundidade. Quando as plantas tiverem 10 cm de altura, deixe apenas uma ou duas plantas por cova. Alternativamente, as sementes podem ser plantadas em pequenos vasos, sacos para mudas, copos feitos de papel jornal ou outros recipientes. As mudas são então transplantadas quando têm de 4 a 5 folhas. O espaçamento pode ser de 2 a 3 metros entre as linhas de plantio e 1 metro entre as plantas.

 

Tratos culturais:  O maxixe é normalmente cultivado como uma planta rasteira, mas pode ser tutorado, crescendo então em cercas ou treliças.

   Cada planta tem flores masculinas e flores femininas separadas e necessita da presença de abelhas para que a polinização ocorra. Se não houver abelhas, a polinização pode ser realizada manualmente com a ajuda de um pincel de cerdas macias.

 

Colheita:  Geralmente a colheita inicia-se em 50 a 80 dias depois do plantio, dependendo da cultivar e das condições de cultivo. A colheita dos frutos para serem consumidos crus deve ser feita antes do desenvolvimento das sementes, quando são bem novos. Para outras formas de consumo, podem ser colhidos já bem desenvolvidos. O tamanho adequado dos frutos para a colheita varia entre 3 cm e 7 cm de comprimento.

Maxixe
Cucumis Anguria

Confira agora os Benefícios do Maxixe para Saúde:

 

   Para Prevenir a Osteoporose:

 

 Graças ao cálcio presente no Maxixe, esse alimento é participativo na manutenção de ossos, dentes e cartilagem. Pessoas acima de 60 anos devem consumir 1200 mg de cálcio por dia, já os adultos, não importando o sexo, a dose ideal diária é de 1000 mg por dia. Além de ingerir alimentos que conseguem oferecer cálcio, é ideal também consumir os que possuem boas doses de vitamina D, que ajudam na absorção no cálcio pelos ossos.

 

   Para Tratar Diabetes:

 

 O Maxixe ajuda na regulação dos níveis de açúcar, reduzindo o risco de diabetes e melhorando os sintomas dos casos existentes. A suplementação de vitamina C força a glicose nas células do corpo, onde protege contra muitas complicações da diabetes.

 

   Para Tratar Asma:

 

  Pessoas com baixo nível de vitamina C presente no Maxixe têm uma grande chance de desenvolver asma. A maior ingestão de vitamina C diminuirá a produção de histamina no corpo, o que contribui para a inflamação.

 

   Para Prevenir a Anemia:

 

  Creio que muitos sabem que a falta de ferro no sangue pode provocar anemia. O maxixe é rico em ferro e portanto pode auxiliar tanto na prevenção quanto como um coadjuvante no tratamento. Esse mineral é essencial para levar oxigênio para os tecidos orgânicos. A produção de hemoglobina diminui e com isso não há como carrear a molécula de oxigênio.

 

   Para Perder Peso:

 

  Existem relatos que o suco de Maxixe ajuda no emagrecimento por causar maior saciedade e reduzir a vontade de comer. Assim como também existem relatos que o Maxixe ajuda a baixar a glicemia e é benéfico para quem tem diabetes, mas até o momento não existem estudos que comprovem a eficácia.

   Para Tratar Doença Cardíaca:

 

 O Maxixe evita doenças cardíacas, impedindo que os radicais livres danifiquem as paredes das artérias, o que poderia levar à formação da placa. Este nutriente também evita que o colesterol seja oxidado, o que pode causar acidente vascular cerebral. O problema da pressão arterial elevada também pode ser resolvido com este nutriente maravilhoso. Todos esses fatores se combinam para tornar a vitamina C uma maneira barata e fácil de diminuir o risco de doenças cardíacas e derrames.

 

  Para a Pele:

 

 A presença de vitamina C no maxixe é uma grande vantagem para manter a pele cada vez mais saudável. Essa substância é um dos ingredientes para a produção de uma proteína chamada de colágeno. É ela que fornece firmeza para a pele. Além de amenizar as linhas de expressão também ajuda a reduzir o aspecto de casca de laranja da celulite. 

 

   Contração Muscular:

 

  O mineral também ajuda em outras funções do corpo, como na contração muscular, por exemplo. São os íons do cálcio que regulam o relaxamento e a contração muscular: quando há íons disponíveis o músculo se contrai e quando há ausência deles o músculo relaxa. Portanto comer maxixe também ajuda nos treinos.

 

   Para o Sistema Imunológico:

 

  O Maxixe contém um mineral chamado zinco. Essa substância tem um papel de extrema importância para a nossa saúde por aumentar as defesas do organismo. É graças a ele que, quando somos atacados por vírus, fungos ou bactérias, novas células de defesa são fabricadas para melhoras as barreiras do nosso corpo.

   Como  Protetor Solar:

 

  A vitamina C presente no Maxixe protege a pele dos radicais livres que se desenvolvem devido ao excesso de exposição ao sol, à poluição ambiental e ao tabagismo. Os antioxidantes da vitamina C protegem a pele da radiação ultravioleta e do efeito da exposição solar.

 

 A vitamina C ajuda a reduzir as queimaduras solares causadas pela exposição à radiação ultra violeta. Não só reduz as queimaduras solares, mas também evita as conseqüências da exposição prolongada ao sol que pode levar ao câncer de pele.

Conheça o Maxixe! o fruto do Maxixeiro.

 

 

 

  O maxixe uma espécie de Pepino, é um fruto pouco popular no Sul, Sudeste e Centro Oeste do Brasil, embora tenha sido trazida para nosso País pelos escravos, pois ele é originária da África.

 

  O Norte e Nordeste do Brasil já tem muito familiaridade com o maxixe e utilizam ele em diversos preparos na culinária como sopas, molhos, refogados e até no caldinho do feijão. Nesse artigo, vamos conhecer as propriedades, utilização e os benefícios do maxixe.

 

  O Maxixe é uma planta riquíssima em Zinco, mineral importante para o bom funcionamento de todos os tecidos do corpo e para o metabolismo do açúcar e de proteínas, sendo muito útil para se evitar problemas na próstata, na diminuição dos depósitos de colesterol, na  cicatrização de ferimentos internos e externos, além de eliminar manchas brancas nas unhas. Também é fonte de cálcio, fósforo, ferro, sódio, magnésio, vitamina C, vitaminas do complexo B e betacaroteno (pró-vitamina A). É muito útil nos casos de cálculo renal, hemorroidas, inflamação dos rins e vômito.

 

  Como no cozimento quase todo o zinco se perde, é bom comer o Maxixe cru, em salada e em suco (sugestões: maçã, cenoura e Maxixe ; maçã e Maxixe ; maçã, salsão e Maxixe ; laranja e Maxixe ).

 É emoliente, catártica,  anti-helmíntica, antiemética e anti-hemorroidal.
 

 Os frutos do Maxixe, que tem o  tamanho e o formato  de um ovo de galinha, podem ter espinhas flexíveis ou pele lisa e são de cor verde pálido.

Maxixe
Cucumis Anguria