Cultivando

Propagação

 

 O mangostanzeiro é propagado, principalmente, por meio de sementes, produzindo árvores idênticas à planta mãe. As sementes devem ser semeadas imediatamente após a eliminação da polpa, pois perdem a viabilidade rapidamente. Em condições favoráveis de calor e umidade, as sementes germinam entre 1 e 15 dias após a semeadura.

 

 Após a germinação as mudas devem ser transplantadas para sacos de polietileno com dimensões de 40 x 20 cm com espessura de 15 micras, onde as plantas devem permanecer até alcançarem 40 cm de altura (o que ocorre por volta de 18 a 24 meses). A propagação assexuada pode ser feita por enxertia, mas na prática não constitui nenhuma vantagem, pois as plantas adultas enxertadas tendem a produzir menos.

 

Implantação do pomar

 

 

 Considerando que o mangostanzeiro inicia a frutificação somente a partir de seis a oito anos, após o plantio, o produtor deve planejar o preparo da área para a exploração de outros cultivos de produção mais precoce, para consórcio durante o período improdutivo dessa frutífera, objetivando reduzir os custos de implantação e propiciar maior proteção do solo. Uma das opções utilizadas com ótimo resultado, durante os quatro primeiros anos de crescimento do mangostanzeiro, é o consórcio bananeira.

 

 Tendo em vista o porte da planta quando adulta, o espaçamento mínimo, para locais onde o mangostanzeiro apresenta bom desenvolvimento, deve ser 9x9 m ou 10x10 m, em triângulo, resultando em uma densidade de 141 ou 115 plantas por hectare. A abertura de covas de 60x60x vai depender da análise do solo, recomendando-se a aplicação de 15 a 20 litros de esterco curtido de gado, junto com o adubo. Após o plantio, recomenda-se a colocação de cobertura morta de material disponível no local (palha de arroz, capim seco), ao redor da planta. Pseudocaules de bananeira partidos ao meio e colocados com o lado partido para baixo, junto a muda, constituem uma boa opção para manter a umidade do solo. O mangostanzeiro, após o plantio, desenvolve-se melhor sob sombreamento inicial, pois a luz solar direta afeta o seu crescimento, tornando as folhas endurecidas e de cor verde-amarelada. O sombreamento inicial pode ser feito com sombrite, folhas de palmeira, ou capim seco ou com outras espécies vegetais, sendo a bananeira a que proporciona melhor sombra e umidade para o desenvolvimento do mangostanzeiro.

 

 O sombreamento é raleado gradativamente à medida que o mangostanzeiro se desenvolve e, por volta do quarto ano, quando a planta estiver com dois a três metros, já deve estar totalmente eliminado.

 

 Ressalta-se, contudo, que a retirada repentina do sombreamento pode causar a queima das folhas.

 

Tratos culturais

 

 Não há trabalhos de pesquisa sobre calagem e adubação do mangostanzeiro, desse modo, em cada região produtora, são utilizadas diferentes misturas e quantidades de adubos, as quais carecem de análise de solo. Como em qualquer cultivo racional, há necessidade, inicialmente, da avaliação da fertilidade do solo, para um melhor balanceamento da aplicação correta da calagem e adubação. Um programa balanceado de adubação, sem falta e sem excesso, é essencial para garantir alta produção com elevada qualidade dos frutos. Com relação aos aspectos fitossanitários, o mangostanzeiro apresenta problemas com a abelha arapuá, ácaros e tripes, porém essas pragas não justificam a aplicação de qualquer defensivo. O principal problema ocorrente na Bahia é a murcha do mangostanzeiro, cujo agente causal não foi ainda identificado.

 

Floração e frutificação

 

 Em condições de clima e solo favoráveis e manejo adequado, o mangostanzeiro pode iniciar a frutificação a partir de quatro anos (planta enxertada) ou seis anos (pé-franco), em ambos os casos, após o plantio. A produção do mangostanzeiro varia, nos diversos países produtores, em função das condições edafoclimáticas, manejo e idade da planta e oscila entre 200 e 2.0 frutos por planta. No Brasil, são observados casos de produção de até 1.500 frutos por árvore, entretanto, mais importante é a produção de frutos graúdos, com peso médio acima de 100 g. Desse modo, em mangostanzeiros acima de 15 anos, em espaçamento de 10 x 10 metros, pode-se considerar como uma boa produção, 600 frutos, o que resultaria em uma produtividade de 6 t/ha.

 

Produção e colheita

 

 O ponto de colheita baseia-se na intensidade de coloração do pericarpo e o estágio apropriado, para comercialização em mercados distantes, é quando os frutos apresentam pequenas manchas de cor rósa ou coloração rosa-claro.

Mangostão ou Mangostim
Garcinia mangostana

Mangostão ou Mangostim
Garcinia mangostana

Mangostim a Rainha das Frutas.

 

  O fruto de Mangostão, cientificamente conhecido como Garcinia mangostana, é uma árvore tropical de folhas perenes, que se acredita ter se originado na Indonésia e está amplamente disponível em várias regiões do Sudeste Asiático, como Cingapura, Malásia, Tailândia e Vietnã e também em algumas regiões da África.

 

 O Mangostão roxo, é aclamado por sua aparência única e o sabor é muitas vezes reverenciado como rainha das frutas tropicais, especialmente no oriente.

 

 A fruta tem três partes principais: A casca roxa profunda; A carne branca comestível que é segmentada como laranjas e as sementes encontradas dentro da carne. As sementes são extremamente amargas enquanto a carne tem uma fragrância suave com um sabor doce. A casca externa ou casca da fruta Mangostão (chamada pericarpo) é bastante dura, mas pode ser facilmente aberta.

 

 Valor nutricional do Mangostão: O Mangostão possui um alto valor nutricional, porém com baixo valor calórico (aproximadamente 63 calorias por 100 g). É grande fonte de fibras e carboidratos, e possui altos níveis de vitamina C. O consumo de frutas ricas em vitamina C ajuda o corpo a desenvolver resistência contra gripes e auxilia no sequestro de radicais livres.

Confira os Benefícios do Mangostão para Saúde:

 

   Como Antioxidantes: A pesquisa científica revelou que o Mangostão contém uma classe de compostos de polifenóis que ocorrem naturalmente conhecidos como xantonas. Existem dois tipos de xantonas nesta fruta:  Mangostão alfa e Mangostão gama.

  As Xantonas e os seus derivados demonstraram ter vários benefícios, incluindo anti-inflamatórios. As Xantonas são um remédio efetivo contra várias doenças cardiovasculares. Estes antioxidantes têm propriedades curativas que curam células danificadas pelos radicais livres, retardam o envelhecimento e evitam doenças degenerativas e deterioração física e mental.

 

  Por Ser Rico em Vitamina C: O Mangostão é rico em vitamina C e contém cerca de 12% de RDA por 100 g. Sendo um poderoso anti oxidante solúvel em água, a vitamina C proporciona resistência contra a gripe como agentes infecciosos e diminui os radicais livres pró-inflamatórios nocivos. Portanto, o consumo de frutas ricas em vitamina C é vital para o desenvolvimento de resistência contra doenças. O folato desempenha um papel importante no desenvolvimento fetal e na evolução de novas células no corpo. Esta vitamina específica é vital durante a gravidez.

 

   Para Reduzir o Colesterol: Dieta rica em Mangostão é útil na redução do nível de colesterol no corpo humano. Também ajuda a controlar o nível de triglicerídeos para auxiliar no funcionamento adequado do coração humano.

 

   Para Tratar a Tuberculose: O fruto de Mangostão contém fortes propriedades antibacterianas e antifúngicas, além de serem altamente efetivos para impulsionar o sistema imune fraco. Sua ação inibitória contra bactérias nocivas é efetiva para pacientes que sofrem de tuberculose.

 

   Para Tratar o Câncer: Os antioxidantes encontrados no Mangostão ajudam a prevenir o câncer e outras doenças cardiovasculares. É um antioxidante poderoso e eficaz que protege nosso corpo de radicais livres que causam estresse oxidativo, ou “ferrugem celular” que pode levar a uma série de doenças severas.

   Para Pressão Sanguínea: O Mangostão também contém grandes quantidades de minerais como cobre, manganês e magnésio. O potássio fornece proteção contra acidentes vasculares cerebrais e doenças cardíacas coronárias, pois é um componente importante dos fluidos celulares e corporais e controla a freqüência cardíaca e a pressão arterial.

 

   Como Anti-Inflamatório: Mangostão contém propriedades anti-inflamatórias que é altamente benéfico para pessoas que sofrem de dores ciáticas que não podem ser controladas pelo tratamento medicamentoso. Consumir Mangostão duas a três vezes ao dia ajudará a aliviar a dor através dos seus efeitos inibidores anti-inflamatórios e cox-2.

 

  Para Tratar Acne: Mangostão tem propriedades antibacterianas naturais e compostos antimicrobianos, que são altamente eficazes no tratamento de muitos problemas de pele comuns. Acne, manchas na pele, pele oleosa e pele seca podem ser curadas pelo consumo de Mangostão.

 

   Para Reparar as células: Os compostos Xanthone presentes na pele do Mangostão são os mais altos quando comparados com outras frutas. Estes podem curar doenças de pele, reparar as células danificadas em seu corpo e protegê-las.

 

   Para perder Peso: A ingestão de Mangostão é um método ortodoxo amplamente utilizado para perder peso. O Mangostão ajuda na prevenção do aumento de peso, pela queima de gordura. Xantonas incluídas na casca de Mangostão ajudam a auxiliar a perda de peso.

 

  Para Tratar Doença das Gengivas: Mangostão atua como uma arma para combater a doença de goma conhecida como periodontite. O gel de Mangostão ajuda a curar problemas de gengiva e mantém a saúde bucal.

  Regular a Menstruação: O Mangostão pode ser muito útil na redução de sintomas pré-menstruais, como vertigem, mudanças de humor, hipertensão, etc. Na Malásia, utiliza-se decocção de raiz de Mangostão  para regular a menstruação.

 

   Tratar Distúrbios do estômago: No estado das Filipinas, o Mangostão é amplamente cultivado. Eles usam suas folhas e cascas para tratar diarreia, disenteria, tratar répena e doenças urinárias.

 

   Contra o Anti-envelhecimento: O envelhecimento ocorre devido à oxidação. O Mangostão é preenchido com antioxidantes como a catequina (o antioxidante encontrado no chá verde). Isso ajuda na luta contra os radicais livres. Por isso, comece a consumir Mangostão para se parecer mais jovem.

 

  Alzheimer:  Um dos principais benefícios para a saúde é a sua eficácia no tratamento da doença de Alzheimer. Esta doença é acompanhada por sintomas como confusão e perplexidade e dificuldade em lembrar as coisas.

 Não apenas a polpa do mangostão, mas as cascas e outras partes também contêm muitos benefícios à saúde.