Castanha do Pará

Bertholletia excelsa 

     A Castanha do Pará 

  Seu fruto vem de uma enorme castanheira, árvore nativa da Floresta Amazônica, essa noz é superpoderosa.

 

 Bertholletia excelsa, popularmente conhecida como castanha-do-brasil, castanha-do-acre, castanha-do-pará, noz amazônica, noz boliviana, tocari e tururi é uma árvore de grande porte, muito abundante no norte do Brasil e na Bolívia, também é rica em vitaminas do complexo B, Vitamina E, Zinco, Magnésio, Cálcio e Potássio. Mas quando o assunto é Selênio, a Castanha-do-Pará é a campeã das castanhas.

 

  O Selênio é essencial para proteger os neurônios contra doenças degenerativas como Alzheimer, por exemplo. Inclusive, estudos médicos conduzidos pela Universidade de Otago na Nova Zelândia comprovaram que a ingestão de 2 Castanhas-do-Pará por dia é o suficiente para aumentar em 65% o Selênio no sangue.

Então, confira os Benefícios da Castanha-do-Pará para Saúde:

 

  Treinos: Se você tem o hábito de se exercitar/treinar para perder peso, deve tomar o cuidado de não treinar em jejum. Por outro lado, fazer uma refeição completa antes dos exercícios não é recomendado. O ideal é buscar por alimentos de fácil consumo, digestão leve e que forneçam energia e disposição ao corpo. Por reunir essas características, a Castanha-do-Pará é uma das opções apropriadas.

 

  Envelhecimento: A Castanha-do-Pará contêm Vitamina A e Vitamina E que aumentam a produção de Colágeno, dando-lhe pele lisa e firme. Aplique o óleo da Castanha-do-Pará antes de ir para a cama para adicionar um brilho saudável para sua pele.

 

 

  Crescimento Muscular: Para o crescimento e reparação do tecido muscular é fundamental a ingestão de alimentos que sejam fontes de Proteínas. Levando-se em conta a quantidade diária de Proteínas recomendada para um homem adulto (56 g), as sementes já ajudam a cumprir uma boa parte dessa meta (um copo de castanhas do Pará fornece cerca de 19 g de proteínas). As gorduras e o Selênio das castanhas também são importantes para a síntese da testosterona, hormônio que promove o aumento da massa muscular.

 

  Coração: Outro benefício incrível da Castanha-do-Pará é a sua capacidade comprovada de que apenas uma Castanha-do-Pará por dia é capaz de eliminar todos os riscos de infarto e AVC. E ainda ajuda a reduzir os níveis de Colesterol, triglicérides e baixar a Pressão Arterial.

  Acne: As propriedades anti-inflamatórias e anti-bacterianas de Castanha-do-Pará pode ser útil para o tratamento da Acne e inflamação da pele. O Zinco reduz a vermelhidão da pele e promove a produção de Colágeno. Ele libera as toxinas do corpo, impedindo o início da Acne.

 

 

  Diabetes: Uma Castanha-do-Pará por dia, justamente por ser rica em  Magnésio ela ajuda a diminuir o risco de desenvolver Diabetes Tipo 2, baixando os níveis de açúcar no sangue. O Magnésio atua no Metabolismo da glicose, baixando os níveis de açúcar no sangue.

 

 

  Emagrecer: As 27 calorias contidas em uma Castanha-do-Pará já fornece nutrição suficiente para ajudar quem deseja perder peso com saúde.

 

 

  Proporciona Cabelo Brilhante: A Castanha-do-Pará é o tratamento mais fácil e menos caro para tornar o cabelo saudável e brilhante. Ele contém grandes quantidades de ácidos graxos Ômega-3, que estimulam a produção de sebo no couro cabeludo, condicionando o cabelo naturalmente.

 O óleo de Castanha-do-Pará também é usado em shampoos, condicionadores e tratamentos capilares. Coma um punhado de Castanha-do-Pará diariamente para notar uma grande melhoria na qualidade do seu cabelo.

 

 

 Cérebro: A pesquisadora Bárbara Cardoso esclareceu que existe uma relação entre a quantidade de Selênio no organismo e o estresse oxidativo, para os casos de CCL, uma condição que antecipa, por exemplo, a ocorrência do mal de Alzheimer. Ela relata que conforme envelhecemos, os neurônios passam a produzir mais radicais livres durante a síntese de energia e que nossas defesas antioxidantes também vão se tornando ineficientes.

 

 

  Prevenção do Câncer: A Castanha-do-Pará é capaz de neutralizar a presença dos radicais livres que são produzidos pela respiração e contribuem para o envelhecimento das células e suas mutações que dão origem aos tumores. E graças a ação da Vitamina E e do Selênio presentes nesta oleaginosas, elas são capazes de ajudar também ajudar na prevenção de Câncer de Ovário, intestino e bexiga.

 

 

  Para Secura da Pele: As Castanhas-do-Pará são muito úteis para aliviar a secura da pele. Ela contém nutrientes como Zinco, Vitamina E e ácidos graxos Ômega-3 que tratam a secura da pele e flancos, evitando Eczema e Psoríase.

 

 O óleo extraído das Castanhas-do-Pará também pode ser usado para tratar a secura da pele e infecções menores. As propriedades emolientes do óleo de Castanha-do-Pará mantêm a pele bem hidratada. Aplique algumas gotas de óleo de Castanha-do-Pará nos pés para tratar coceira e calcanhar rachados.

  Fortalece o Sistema Nervoso: A Castanha-do-Pará é fonte de Zinco, mineral responsável pela manutenção do Sistema Imunológico e que também contribui para o bom funcionamento dos glóbulos brancos (células de defesa do corpo).

 

 

  Tireoide: O essencial para manter a saúde da tireoide é o  Zinco e Selênio e a Castanha-do-Pará é rica nesses dois nutrientes. A tireoide é uma glândula que fica localizada região do pescoço e é responsável para produzir hormônios que atuam na função dos órgãos virtais, que são os rins, o cérebro, o coração e o fígado.

 

 

  Quebra do Cabelo: Castanhas-do-Pará são ricas em ácidos graxos Ômega-3, uma forma saudável de ácidos graxos que torna os fios saudáveis. É também uma boa fonte de Vitamina E, um dos nutrientes mais importantes necessários para melhorar a aparência do cabelo. A deficiência neste nutriente pode tornar o cabelo frágil e propenso a ruptura.

 

 

  Saúde Óssea: A Castanha-do-Pará é fonte de Cálcio e Magnésio: Enquanto o Cálcio é importante para a formação de ossos e dentes, o Magnésio trabalha fixando o Cálcio nos ossos. Por isso que alimentos que contém essa dupla de minerais são benéficos para a saúde óssea e para a prevenção de Osteoporose.

 

 

  Depressão: A Castanha-do-Pará também é rica em triptofano, o aminoácido precursor da Serotonina e contém Vitamina B6 e Magnésio, que ajudam no processo do hormônio do prazer e do bem-estar.

 

 

 

Outros Benefícios da Castanha-do-Pará:

  Evita cãibras, dores e espasmos musculares – pela presença do Magnésio;

 ► Adia o aparecimento de Rugas – pelas ações antioxidantes do Selênio e Vitamina E;

 ► Combate a fadiga e cansaço extremo – pela ação das vitaminas do complexo B;

  Eleva a absorção das vitaminas A, D e K no organismo – essas vitaminas são nutrientes solúveis em gordura e a Castanha-do-Pará contém boa quantidade de ácidos graxos poli e monoinsaturados.

 

Atenção

 Riscos Relacionados ao Consumo da Castanha-do-Pará: O consumo recomendado não deve ultrapassar a mais do que duas castanhas ao dia. Consumir além de quatro a seis Castanhas-do-Pará pode ser prejudicial para a saúde. Isto porque esta quantidade do alimento possui entre 200 e 300 mcg de Selênio, um pouco abaixo recomendação diária máxima de Selênio (400 mcg).

 

 O consumo ocasional de uma quantidade maior não vai causar nenhum problema, o que complica é o consumo crônico de altas quantidades da castanha. Pode ocorrer uma overdose de Selênio que leva a uma condição tóxica conhecida como selenose. Os sintomas deste problema são Náuseas, vômitos, dor abdominal, fadiga, irritabilidade, descamação das unhas, Perda de Cabelo, mau hálito, distúrbios gastrointestinais e danos ao sistema nervoso. Não exagere!

Cultivando

Nome popular da fruta:(castanha do pará, castanha da amazônia).

Nome científico: Bertholletia excelsa H.B.K.

Origem: Amazônia.

   A castanheira e suas partes possuem várias aplicações. A amêndoa é o principal produto, alimento rico em proteínas, lipídios e vitaminas, consumida in natura ou usada para extração de óleo.

 

 Do resíduo da extração do óleo obtém-se torta ou farelo.

 

 O "leite" de castanha possui grande valor na culinária regional. A madeira possui boas propriedades, sendo indicada para reflorestamento e empregada na construção civil e naval.

 

Fruto

  O fruto da castanheira é um pixídio lenhoso, chamado de ouriço. Em seu interior, abriga entre 10 e 25 sementes (amêndoas), que são utilizadas para o consumo humano. Seu valor proteico é significativo – possui 17% de proteína quando desidratada. O teor de gordura da amêndoa desidratada é extremamente alto, em torno de 67%.

 

Planta

  Árvore de grande porte que pode atingir até 50 metros de altura e 2 metros de diâmetro na base. Apresenta tronco retilíneo, cilíndrico, desprovido de galhos até a copa e casca marrom-escura. A castanheira é uma das principais árvores da mata amazônica e é de importância para as outras espécies, que dependem de sua sombra para se desenvolverem.

 

 A castanheira apresenta floração nos meses de outubro a dezembro e frutificação de outubro a março. Plantas provenientes de sementes iniciam a fase produtiva em torno de oito anos e somente aos 12 atingem a produção normal, desde que plantadas a sol pleno. Plantas provenientes de enxertia podem iniciar a produção de frutos aos três anos e meio.

 Cultivando

 

   A castanheira deve ser descascada com um quebra nozes ou com bastante cuidado com um alicate de corte, ou você pode corta as quinas delas sem retira totalmente as cascas com uma faca com bastante cuidado. Depois deve ser plantada com a parte mais fina da semente para cima, em saquinhos e manter a meia sobra. Após os noventa dias suas mudas estarão nascidas. Depois que elas atingirem 40 cm a 50 cm mude para lugar definitivo.

 

     Abra covas profundas, de maneira que o colo da muda fique rente ao nível do solo. para enchimento utiliza-se mistura de terra vegetal (da primeira camada do solo), geralmente de coloração escura, devido à concentração de húmus, acrescentando 10 litros de esterco de curral e 300 g de superfosfato triplo, 100 g de cloreto de potássio e 100 g de sulfato de amônia.Para grandes áreas, colocar somente o superfosfato triplo, realizar o plantio no início das chuvas.

       O mesmo dever ser colocado nos saquinhos para plantar as sementes na fase inicial.

  O espaçamento e densidade de plantio dependem da finalidade, quando o objetivo for plantio para produzir madeira, a densidade inicial deve estar entre 16 (4 m x 4 m) planta-1, com desbastes a serem realizados baseados em mensurações periódicas quando o plantio entrar em competição, sendo que o número de árvores a ser extraído no corte final deve ser próximo de 160 árvores por hectare. Estima-se que os desbastes sejam no oitavo, décimo-quinto e vigésimo ano.

    No caso de sistemas consorciados com culturas perenes e/ou semi-perenes, os espaçamentos recomendados são 8 m x 8 m correspondendo a 120 plantas/ha, respectivamente.

Castanha do Pará

Bertholletia excelsa H.B.K.