Cultivando

 

 Nome e significado: Biribá, “do tupi - fruto da arvore da casca fibrosa”; também é conhecido pelos nomes: Araticum grande, Araticum–pitaia, Fruta do Conde, Condessa e Jaca de pobre.

 

 

 Origem: Nativa da floresta amazônica ocorrendo desde o estado da Amazônia até o estado da Bahia. Brasil.

 

 

 Características: Árvore muito bonita que chega a atingir 6 a 10 metros quando cultivada ou até 20 metros de altura e 60 cm de diâmetro quando nativa, na floresta tropical. A copa tem forma cônica e formada por vários ramos longos abrindo-se nas alturas. As folhas são simples e alternadas com pecíolos e nervura central de cor verde-amarelada, de forma oblonga (mais longa do que larga), medindo de 10 a 25 cm de comprimento e 5 a 8 cm de largura, com ápice ou ponta acuminada, ou seja, comprida e aguda. As flores são hermafroditas, pedunculadas e nestas hastes podem surgir mais de uma flor com 3 pétalas e 3 sépalas carnosas de cor verde claras, com nectários localizados na base das pétalas que lembram o aspecto de uma hélice, padrão existente em todas as espécies classificadas antes como Rollinias.

 

 

 Dicas para cultivo: Planta tropical e subtropical que resiste bem a seca de até 5 meses e a geadas de até – 1 grau, pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se a qualquer tipo de solo, que drenem bem as águas da chuva ou até solos argilosos, sujeito a inundações na beira de rios. Pode ser plantada a pleno sol ou em reflorestamentos. Aprecia principalmente solos profundos e ricos em matéria orgânica com pH entre 5,5 a 6,8.

 

 

 Mudas: As sementes de coloração marrom claro, podem ser armazenadas até por 3 anos, em recipientes bem fechados guardados em áreas frescas sem umidade. Visto entrarem em dormência depois de armazenas, devem ser estratificadas ou imersas em solução ácida para a semeadura. As sementes frescas germinam em 40 a 60 dias e as mudas atingem 35 cm com 5 meses após a germinação. A planta produzida a partir de sementes, começa a frutificar no 4ª ou 5ª ano.

 

 

 Plantando: No pomar planta-se num espaçamento de 6 x 6 m. após o plantio irrigar com 10 l de água por semana nos primeiros 2 meses. As covas devem ter 50 cm nas três dimensões e convém adicionar aos 30 cm da superfície 6 kg de matéria orgânica bem curtida, 1 kg de cinzas, 200g de torta de mamona e 400 g de calcário, misturar tudo e deixar curtir por 2 meses. O plantio deve ser feito a partir do mês de setembro.

 

 

 Cultivando: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco, caso deseje que a arvore produza uma copa arredondada, pode o broto terminal e faça podas de modelagem no final do inverno. Adubar com composto orgânico, pode ser 6 a 8 pás de matéria orgânica bem curtida e 50 gramas de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 4ª ano, lembrar de distribuir o adubo na projeção da copa com distancia do tronco igual a medida da circunferência do mesmo.

 

 

 Usos: Frutifica em setembro e depois em março a maio. Os frutos chegam a pesar 1,600 kg e são deliciosos para consumo in natura. Cultivar em pomares e na recomposição florestal, pois seus frutos alimentam pássaros e diversos animais terrestres como pacas, antas, queixadas, quatis e várias espécies de macacos. A polpa gelatinosa de cor branca é muito saborosa, adocicada e solta fácil da semente, podendo ser consumida in natura. Após retirar a casca a polpa pode ser processada numa despolpadeira, utilizada para fazer sucos deliciosos ou armazenada em saquinhos plásticos para serem congeladas. A polpa beneficiada pode ser utilizada para fabricar mousses, batidas, sorvetes, pudins, sucos, bebidas espumantes, bolachinhas, biscoitos e também preparada para rechear sonhos e bolos.

Biribá
Rollinia mucosa

Biribá

Rollinia mucosa

 Conheça o Biribá

 

 O biribá, é uma fruta com sabor doce e agradável que é geralmente é consumido ao natural. O biribá também é comercializado em forma de sorvete e sucos. A fruta é bastante sensível e requer cuidados especiais depois da colheita para não estragar.

  

 A fruta Biribá é rica em Vitamina C e Potássio, proteínas, lipídeos, fibras e sais minerais tais como Cálcio e Ferro, além das vitaminas B1, B2 e aminoácidos. Seu consumo regular ajuda no bom funcionamento intestinal e no fortalecimento do sistema imunológico.

 

 O biribá pode ser consumido in natura ou na preparação de sucos deliciosos, sua polpa também pode ser armazenada em saquinhos plásticos para congelamento. A polpa pode ser utilizada para variadas receitas culinárias tais como mousses, batidas, sorvetes, gelatinas, pudins, sucos, espumantes, bolachinhas, biscoitos e também para rechear sonhos e bolos.

 

 

Confira os  benefícios do Biribá para Saúde:

 

 

  Perda de Peso: Devido ao alto teor de fibras, faz com que ela seja uma aliada no controle do peso. Ela ajuda a inibir a fome e a controlar a quantidade de calorias ingerida, fazendo com que sua dieta seja de baixa caloria. Além disso, se ingerida com outros alimentos, as fibras ajudam a reduzir o índice glicêmico da refeição, diminuindo o acúmulo da glicose sanguínea como gorduras.

 

 

  Para o Câncer: O biribá ganhou prestígio por apresentar expressiva atividade anticancerígena. O extrato, semente e folhas do Biribá foram capazes de matar células cancerosas até 10.000 vezes mais do que medicamentos utilizados na quimioterapia, por impedir que essas células produzam a energia que necessitam para crescerem e se multiplicarem. Entretanto, estudos em humanos ainda devem ser realizados para verificar sua segurança e comprovar a eficácia como medicamento.

 

 

  Para os Músculos: O biribá é rico em Potássio, um micronutriente muito importante nos mecanismos de transmissão dos impulsos nervosos e da contração muscular. O Potássio permite uma melhor eficiência na contração dos músculos esqueléticos, o que é fundamental na prática de atividades físicas, como musculação, corrida, etc, melhorando o desempenho e evitando fadiga e cãibras. 

 

 O Potássio garante a saúde do sistema cardiovascular, uma vez que o coração, artérias e veias também são formados por tecido muscular. Assim, o biribá é usado como auxiliar no tratamento da pressão arterial.

  Para os Ossos: O biribá é uma excelente fonte de Cálcio e Fósforo, essenciais na formação e manutenção dos ossos, evitando e auxiliando no tratamento da osteoporose. Além disso fornece também Zinco, que trabalha permitindo a ação dessa vitamina na fixação do Cálcio e outros minerais para formação de tecido ósseo.

 

 

  Excelente Anti-inflamatório: Extratos das folhas do Biribá reduz a dor e inflamação.

 

 

  Para Pele: No biribá são encontrados Vitamina C e outros agentes antioxidantes, como polifenóis, saponinas e flavonoides que auxiliam na hidratação da pele e na prevenção do envelhecimento precoce. Eles eliminam os radicais livres estimulando a produção de colágeno e elastina que são essenciais para uma pele saudável e livre de manchas e dos sinais da idade.