Características
Fotos de 2 variedades
Lichia Kaimana
( Litchi chinensis )
Lichia Bengal
( Litchi chinensis )

Cultivando

 

 


 

  A lichia, originária do Sul da China, pertence à família Sapindaceae e requer clima seco e frio no inverno, antes do florescimento, e quente e úmido no resto do ano. A planta é de grande porte, com altura de 10 a 15m. Os frutos são normalmente codiformes ou ovais, vermelhos e dispostos em cachos. A polpa é branca, translúcida, rica em vitamina C, potássio, cálcio, fósforo e ferro. 


 

 Cultivares: Bengal, Brewster (frutos e caroços grandes); “Americana” (frutos e caroços pequenos).


 

 Clima e solo: a temperatura ideal está entre 28 a 30ºC. A alta umidade favorece ao amadurecimento dos frutos. Durante os três meses anteriores ao florescimento são necessárias temperaturas inferiores a 20ºC e baixa umidade. Requer precipitação de 1.300 a 1.500mm anuais. Prospera em solos profundos, bem drenados (com alto teor de matéria orgânica) e não-infestados por nematóides.


 

 Práticas de conservação do solo: plantar em nível; manter as entrelinhas sempre roçadas.


 

 Propagação: comercialmente feita por alporquia. Utilizar ramos de 1,5 a 2,5cm de diâmetro. Realizar em época que se tenha alta umidade, preferencialmente de janeiro a março, logo depois da colheita. Separar o ramo da planta matriz, após o enraizamento (75 dias), eliminando-se 80% das suas folhas. Plantá-lo em sacos plásticos e manter as mudas em ambientes quentes, sombreados, com alta umidade e protegidos de ventos. Levá-las para o campo após dois fluxos (cerca de 12 meses). A propagação por sementes é facilmente obtida, mas não utilizada, pois originam árvores de pé-franco que demoram cerca de 10 anos para conduzir e são muito desuniformes.


 

 Plantio: pode ser realizado durante o ano, mas deve-se dar preferência ao início da estação chuvosa. Plantar em dias nublados, em covas previamente preparadas. Irrigar.


 

 Espaçamento: 12 x 12m.


 

 Mudas necessárias: 134/ha.


 

 Covas: 60 x 60 x 60cm, preparadas no mínimo com um mês de antecedência do plantio.


 

 Calagem e adubação: realizar calagem em toda a área elevando a saturação por bases a 70%, empregando calcário dolomítico. Para a cultura já formada proceder do mesmo modo, com a aplicação do calcário ao redor da planta, sob a projeção da copa.


 

 Adubação de plantio: colocar 20 litros de esterco de curral, ou 5 litros de esterco de galinha.


 

 Adubação de formação: durante 4 anos, fazer adubação com 20g de N; 40g de P2O5 e 30g de K2O aplicados por planta e por ano, parcelados em quatro vezes nos meses de agosto a novembro.


 

 Adubação de produção: no período de frutificação (julho a dezembro) quantidades diferenciadas, dependendo da idade da planta. De 5 a 15 anos: variando de 40 a 160g de N; 20 a 40g de P2O5 e 25 a 120g de K2O aplicados por planta e por ano, em cinco aplicações desde antes da floração até após a colheita.


 

 Controle de pragas e doenças: planta pouco afetada por pragas e doenças.


 

 Outros tratos culturais: capinas manuais na projeção da copa da planta e roçadas nas entrelinhas. Podas de ramos em excesso para arejar a parte interna da copa.


 

 Colheita: de meados de dezembro a início de janeiro.


 

 Produtividade normal: 30 a 45 kg/planta.


 

 Comercialização: frutos a granel acondicionados em sacos plásticos transparentes e perfurados.

 

 

Fonte: Boletim, IAC, 200, 1998.

Lichia

Litchi chinensis Sonn

Os benefícios da Lichia!

  Assim que o verão chega no Brasil, também acontece a safra das lichias. Esse fruto, aparentemente rústico por fora, revela uma delicadeza, doçura e perfume indescritíveis em seu interior.

 A lichia, originalmente chinesa, chegou ao nosso país e se adaptou facilmente por aqui, caindo no gosto popular, mas será que elas são somente deliciosas? Quais seriam os benefícios da lichia para a saúde?

Vamos entender melhor para que serve esta fruta.

 

1. Baixas calorias

 A lichia, além de deliciosa e refrescante, nos dará apenas 66 calorias em 100 gramas.

2. Redução do colesterol ruim LDL

 Entre seus antioxidantes, encontraremos as proantocianidinas, que ajudam na redução do mau colesterol (LDL), enquanto aumentam o bom colesterol (HDL).

3. Beleza da pele

  A vitamina C, em alta porcentagem, confere à lichia propriedades de rejuvenescimento e proteção, inclusive aos raios ultra-violeta. Poderá ser bastante útil para tratar acnes e manchas.

4. Saúde dos cabelos

  A vitamina B ajuda os cabelos a crescerem, enquanto a vitamina C associada à tiamina e à niacina nutre e fortalece os folículos, enquanto ajuda na circulação sanguínea, melhorando a recepção do oxigênio por esses folículos.

5. Fortalecimento das unhas

  A vitamina B também favorece o crescimento das unhas, bem como melhora sua aparência e viço.

 

6. Anti-inflamatória

  Mais um dos benefícios da lichia é permitir a redução de processos inflamatórios.

7. Redução de problemas cardíacos

  O oligonol é um dos polifenóis presentes na lichia, e está diretamente ligado à redução de gordura visceral, que é altamente prejudicial à saúde. Nesse caso, o hábito de consumir lichias ajudará a reduzir as chances de se desenvolver problemas cardíacos.

8. Propriedades antioxidantes

  O oligonol das lichias também tem propriedades antioxidantes, antigripais, que também melhora a circulação sanguínea, promove a eliminação do excesso de líquidos, consequentemente, ajudando a perda de peso.

 

 

9. Saúde intestinal

  As fibras permitem uma melhor e mais frequente evacuação, o que por sua vez faz com que um dos benefícios da lichia seja eliminar agentes nocivos ao intestino.

 

10. Prevenir o aparecimento de tumores

  Seus flavonoides ajudam a prevenir os tumores de mama, impedindo que essas células se multipliquem.

11. Controlar pressão arterial

  Elas são ricas em potássio, que atua contra os efeitos do sódio, o principal responsável pelos desajustes da pressão arterial. Seus nutrientes, entre eles a vitamina C e os folatos, ajudarão a diminuir a pressão e mantê-la sob controle.

 

 

12. Evitar câimbras

  Os praticantes de atividade física constante costumam apresentar câimbras durante ou após os treinos. O potássio, em alta porcentagem encontrado na lichia, ajuda a armazenar as proteínas musculares, evitando esse estágio tão doloroso. Por esse motivo, seria bastante interessante comer algumas lichias antes de iniciar o treinamento.

 

 

13. Melhora o sistema imunológico

  Novamente, a vitamina C entra em ação, fazendo com que entre os benefícios da lichia esteja o aumento da imunidade, evitando que doenças oportunistas se instalem em nosso organismo.

 

 

14. Emagrecimento

  Seus polifenóis agem na queima de gordura abdominal, reconhecidamente a mais prejudicial de todas. Em conjunto com as fibras que promovem saciedade, nos permitindo ingerir menos alimentos, as lichias são uma ótima opção para ajudar numa dieta para redução de peso. Outro componente importante é a cianidina. Falaremos sobre isso mais especificamente a seguir.

Lichia

Litchi chinensis Sonn