Cultivando

Luz: Pleno sol e meia-sombra

Clima: Tropical e subtropical.

Solos: Vários tipos de solos. Em solos mais pobres a planta apresenta porte mais reduzido.

Origem: Brasil ( Serra do Mar de São Paulo e Rio de Janeiro, ocasionalmente em Minas Gerais ).

 

 

 Fique por dentro de todos os detalhes para fazer o plantio de Cambuci:

 O solo para receber essa planta deve ser muito bem adubado e é importante que tenha um bom equilíbrio de drenagem.

 A árvore prefere o clima tropical fresco para se desenvolver melhor, apesar de suportar outras temperaturas.

  Se você quer fazer o plantio de Cambuci o primeiro passo é adquirir as sementes, que deverão ser cultivadas em sementeiras, ou comprar mudas em viveiros de plantas, nesse caso opte por mudas jovens. 

 Sementes:
 

 Você deve esperar que as mudas cresçam e tenha altura mínima entre 20 a 25 centímetros, só então, elas poderão ser transplantadas. Mas, primeiro, coloque cada uma delas plantada em um saquinho, em seguida, faça o transplante do torrão para o lugar que você quer ter a sua árvore. Espere que atinja a altura de 50 centímetros.

Solo:

 É importante que o solo escolhido para o plantio definitivo seja com equilíbrio hídrico, o que significa que ele não pode ser seco e nem menos ser exageradamente úmido. E para preparar esse terreno perfeito, ainda é necessário fazer a gradagem.

 Com a terra pronta faça o cultivo colocando a planta isolada e se for em blocos, todas as plantas que fazem parte dele devem ser da mesma espécie. Importante lembrar que o Cambuci não pode receber sombra de outras árvores.

Adubando:

 O primeiro adubo deve variar entre 5 a 10 quilos de esterco curtido. Junte a ele superfosfato, entre 50 a 100 gramas, relativo ao esterco. De ano em ano a planta deverá receber mais esterco curtido, 10 quilos. No cultivo recomenda-se, não é obrigatório, acrescentar 250 gramas de  NPK 20-00-20, mas deverá ser dividido, uma parte no período de chuvas e a outra no período quente. Faça isso até o terceiro ano de vida da planta.

 

 

Espaçamento:

 

 Fique atento ao espaço entre as plantas: 5 x 5 entre as fileiras das plantas e das covas, 50 x 50 x 50.

 Enquanto a sua planta está crescendo o trabalho no terreno deve continuar, ele deve ter as coroas capinadas e ele deve ser roçado. Além disso é importante fazer podas de limpeza e também de formação. 

 A poda serve para ter a estrutura da árvore intacta e que ele suporte o peso dos frutos.

 A árvore não terá problema para suportar o frio e também deve ser regada, apesar de preferir o clima subtropical fresco.

Frutos:

 A colheita dos frutos deve ser feita nos meses de janeiro e fevereiro.

 Sobre a produção dos frutos, prepara para fazer a colheita no verão seguinte, de preferência nos meses de janeiro e fevereiro. O ideal é que a fruta seja colhida do pé quando apenas amadureceu. Pode ser que ela tenha algumas rachaduras na casa. Se ele estiver verde aperte levemente para ver se está macio, também mostra que é hora de colher.

Cambuci
Campomanesia phaea

Receitas

 MOUSSE DE CAMBUCI

 INGREDIENTES:

• 1 lata de creme de leite

• 1 lata de leite condensado

• 1 lata de leite puro

• 3 frutos inteiros lavados

 

MODO DE PREPARO

 Bater tudo no liquidificador e levar à geladeira em copos individuais.

 COPINHO DE CAMBUCI

 INGREDIENTES:

 

• Copinhos de plástico

• 200 g de chocolate ao leite

• 1 caixa de leite condensado

• 1 caixa de creme de leite

• 3 Cambucis maduros

• 2 colheres de leite em pó

 

MODO DE PREPARO

Copinhos:

 Derreta o chocolate em banho - maria e pincele dentro do copo de plástico. Leve a geladeira. Após secar, pincele mais uma vez e leve novamente para geladeira.

 

Recheio:

 Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite, Cambuci e o leite em pó. Recheie a gosto. Se preferir coloque chantilly em cima com chocolate granulado.

  SORVETE DE CAMBUCI

INGREDIENTES:

• 1 xícara de açúcar

• 2 latas de creme de leite

• 2 latas de leite condensado

• 4 gemas de ovo

• 1 litro de leite

• meio copo de água

• 10 Cambucis maduros

 

MODO DE PREPARO

 

 Descasque seis Cambucis e deixe quatro com casca. Coloque-os com o açúcar e a água numa panela e leve ao fogo. Em fogo baixo, deixe o Cambuci cozinhar por 30 minutos. Mexa bem depois que começar o cozimento, para o Cambuci não grudar.

 

 A dica para acertar o ponto é quando a consistência estiver parecida com a de um brigadeiro mole. Desligue o fogo. Enquanto a calda com o Cambuci esfria, passe as gemas numa peneira – isso é importante, para que o sorvete não fique com gosto de ovo. Daí, misture as gemas com o leite condensado e mexa bem, antes de colocar o leite.

 

 Acrescente a calda do Cambuci já fria, e volte para o fogo baixo. Mexa sempre até as gemas cozinharem, para não talhar; isso demora mais ou menos 40 minutos. Espere esfriar e bata no liquidificador com o creme de leite, por uns dez minutos. Já na vasilha que vai para o congelador, mexa mais um pouco, e deixe no freezer até endurecer.

Cambuci
Campomanesia phaea

Família botânica: Myrtaceae

 

Origem: Brasil – Mata Atlântica

 

Características da planta: Árvore geralmente com 8 metros de altura. Folhas pequenas e um pouco rígidas. Flores grandes de coloração alva.

 

Fruto: Tipo baga que mantém os restos do cálice da flor. Casca fina e lisa, de coloração verde, mesmo quando o fruto está maduro. Polpa aquosa, de sabor agridoce.

 

Frutificação: Janeiro a março

 

Propagação: Semente

Conheça o Cambuci, uma fruta deliciosa!

   Um fato curioso sobre o Cambuci é  que  já está difícil de encontrá-lo em estado nativo  mas essa  espécie  não corre o risco de extinção pelo fato de ser bastante cultivada em pomares  domésticos e  também em pequenos plantios comerciais e isso se deve às inúmeras formas de utilização de sua polpa. Basta procurarmos na Internet e encontramos uma infinidade de receitas preparadas com a fruta.

 

 

 Curiosidades: Várias cidades como Paranapiacaba, Salesópolis, Paraibuna e Rio Grande da Serra realizam anualmente festivais e festas de vários dias onde são comercializados os mais variados pratos e bebidas à base de polpa de Cambuci.  O bairro do Cambuci em São Paulo conhecido desde o século 16 é um dos mais antigos da cidade e recebeu esse nome devido à grande quantidade de cambuciseiros existentes na região na época da colonização.

 

  O Cambuci já era consumido pelos indígenas e tropeiros, que degustavam a cachaça curtida no fruto, encontrando-o nas vertentes ou encostas da grandes florestas. A espécie nasce ao longo de toda a Serra do Mar Paulista. As características naturais da espécie contribuem com seu potencial de produção e comercialização, já que possui alto rendimento em polpa, elevada acidez e boa concentração de minerais e fibras alimentares. Um único cambucazeiro pode produzir até 200 quilos de frutos por ano.

Então, confira os  Benefícios do Cambuci para Saúde.

 

  Para Diabetes: Pesquisas recentes realizadas pela USP comprovam que consumir o suco do Cambuci antes das refeições controla a diabetes (os picos glicêmicos) melhor do que a insulina. Na prática, o que constatamos é que, pessoas com diabetes que provam o cambuci pela primeira vez, se tornam consumidores fiéis.

 

 Bronquite: O cambuci é um alimento que deve ser incluído no cardápio de quem tem asma ou bronquite. A fruta dificulta a ação das bactérias, pois fortalece o sistema imunológico. Além disso, o cambuci alivia a inflamação das membranas e facilita a transpiração e a respiração.

 

  Tosse: Há muitos benefícios saudáveis do cambuci, mas quando se trata de coqueluche, suas qualidades expectorantes são as mais importantes. Ao ajudar a eliminar o excesso de muco e catarro, o cambuci pode ajudar a aliviar a congestão no peito e melhorar o fluxo de ar para os pulmões e vias respiratórias. Além disso, o cambuci possui fortes qualidades antibacterianas, que podem ajudar a eliminar ou neutralizar a bactéria que está causando a tosse convulsa.

 

  Visão: O cambuci possui beta-caroteno, que além de sua ação antioxidante, o beta-caroteno ajuda a manter a pele saudável e também desempenha um papel vital na saúde dos olhos, reduz o risco de doença coronariana, acidente vascular cerebral, degeneração macular e outras doenças relacionadas com a idade. O cambuci contém cerca de cinco vezes mais betacaroteno do que Melancia e mangas.

 

  Memoria: Investigadores descobriram que o ácido carnósico no cambuci é neuroprotetor e pode desempenhar um papel na prevenção da doença de Alzheimer e outras doenças cerebrais neurodegenerativas. Um estudo ainda descobriu que apenas o cheiro de cambuci melhorou as memórias de trabalhadores de escritório.

 

  Antioxidantes: O cambuci é uma grande fonte de Vitamina C, e um poderoso alimento rico em antioxidantes. O seu corpo não pode armazenar Vitamina C para uso posterior. Portanto, você deve consumir Vitamina C quase regularmente.

 Sistema Imunológico: O cambuci é uma ótima alternativa de alimentos que fortalecem o sistema imunológico. Pois, além do delicioso suco que é possível obter por meio da fruta, ela também é fonte de Vitamina C, nutriente essencial para o sistema imunológico. Além disso, a Vitamina C funciona como antioxidante, barrando algumas doenças, como resfriados e tumores. Os benefícios do cambuci não param por aí. Ela ainda é rica em fibras e Potássio: a primeira ajuda o intestino funcionar com regularidade e o segundo auxilia no controle da pressão arterial.

 

  Pele: Cambuci contém ácidos gordos de cadeia média, que mantém o teor de umidade da pele, evitando a perda de umidade através dos poros da Pele. O cambuci penetra profundamente na pele e mantém os tecidos macios e flexíveis, reduzindo assim o aparecimento de rugas e linhas finas. O Cambuci, portanto, é um hidratante natural e antienvelhecimento.