Notícias e Reportagens 
 Atualizado em 15/12/2017 

Saiba quais são as frutas permitidas e proibidas para os cães.

   Vamos, então, descobrir quais frutas, além de seguras, são benéficas para nossos peludos, e quais devem ser absolutamente evitadas e por quê. Mas antes de começar, Confira algumas dicas:

 

 ► Procure sempre informar ao seu veterinário quaisquer mudanças que você pretenda fazer na dieta do seu animal;

 ► Comece sempre com pequenas porções, seu cão pode ter uma alergia ou a fruta pode causar alguma outra reação como dor de estômago, por exemplo. Além disso, frutas também têm calorias;

 ► Se possível, comece a oferecer frutas para seu cachorro quando ele ainda for pequeno, assim ele se habitua desde cedo;

 ► Se o seu cachorro não gosta de fruta, você pode misturar a polpa na ração ou usar o suco, desde que seja natural e sem aditivos (açúcares);

 ► Certifique-se de ter lavado muito bem as frutas, descaroçado e removido casca e sementes, pois algumas delas são extremamente tóxicas.

 ► Antes de começar com a lista, tenha em mente que você deve retirar as sementes das frutas, apesar da polpa não fazer mal, as sementes podem intoxicar seu animal.

Frutas Permitidas

Maçã

 Ela tem fibras e pectina, que ajudam a regular a glicemia dos animais. Além disso, contém quercetina, um anti inflamatório natural, e outros antioxidantes potentes contra o estresse oxidativo e o câncer. Ela também é uma fonte do mineral borônio, que combate a artrite e a osteoporose. A casca da maçã concentra muitos antioxidantes que previnem, sobretudo, o câncer hepático.

Benefícios: Rica em probióticos, favorece a função intestinal, contribui para manter a imunidade alta e regula a glicemia dos pets.

Como servir: Com casca e em cubinhos. Retire as sementes, pois elas liberam ácido cianídrico, que é tóxico aos cães.

Banana

 Essa fruta é rica em potássio e fibras, além de ser uma ótima fonte de energia. Como a banana apresenta uma boa quantidade de fruto oligossacarídeos, conhecidos como FOS, fibras prebióticas que auxiliam a função intestinal e o sistema imunológico, ela é ideal para ser oferecida aos cães um pouco mais gulosos no período entre as refeições, já que produz a sensação de saciedade. Minerais como cálcio, fósforo e magnésio também estão presentes, mas em menor quantidade.

 Benefícios: Auxilia o sistema imunológico e a função intestinal, contribuindo para manter o organismo do animal saudável de modo geral.

 Como servir: Sempre sem casca e em pequena quantidade.

Pera

 Fonte de potássio, sais minerais e vitaminas A, B1, B2, C e niacina. A pera possui grande quantidade de fibras, que protegem o intestino de doenças inflamatórias.  Quanto às sementes, a recomendação é a mesma citada no caso da maçã: devem ser retiradas sempre, pois liberam ácido cianídrico, tóxico para os cães.

Benefícios: Protege o intestino, auxilia a saúde dos tecidos conjuntivos e ajuda a manter a imunidade do bicho alta.

Como servir: Com casca e em quantidade moderada.

Kiwi

 Essa é uma fruta verdadeiramente poderosa. Ela possui duas vezes mais vitamina C que a laranja. Além de saborosa, também é rica em fibras, magnésio e diversos tipos de antioxidantes, capazes de proteger o seu pet contra o câncer.

Benefícios: Auxilia o fortalecimento dos ossos e tecidos conjuntivos e ajuda o sistema imunológico a se manter forte.

Como servir: Em pequenas quantidades e sem casca.

Manga

 Contém sais minerais, fibras, vitaminas A, B e C. Outro ponto a favor da manga são os carotenoides, que fortalecem o sistema imunológico, diminuem o risco de doenças degenerativas e têm alta ação antioxidante. Mas há um alerta: a manga verde nunca deve ser oferecida para cadelas prenhes, pois possui substâncias abortivas. 

Benefícios: Diminui o risco de doenças degenerativas, previne o envelhecimento precoce e ajuda a manter os tecidos conjuntivos do bicho saudáveis.

Como servir: Sem a casca e sem o caroço.

Mirtilo/Blueberry

 Pouco conhecido no Brasil, o mirtilo é uma frutinha muito parecida com a amora. Ele é riquíssimo em antioxidantes, e é ótimo para prevenir o câncer, além de favorecer a função neurológica e de ser excelente para manter a imunidade do cãozinho alta. E o melhor de tudo: possui baixo teor de açúcar.

Benefícios: Evita o envelhecimento precoce, ajuda o pet a manter a função neurológica saudável, combate o câncer e mantém a imunidade alta.

Como servir: Com casca, mas sempre em pequenas quantidades.

Goiaba

Tanto a branca como a vermelha são ricas em licopeno, que protege os cães contra o câncer, além de reduzir o risco de o animal sofrer com hipertensão arterial. Também possuem forte capacidade antioxidante, devido à concentração de polifenóis. 

Benefícios: Possui substâncias que protegem os cães contra o câncer e é uma forte aliada contra o envelhecimento precoce.

Como servir: Em pequena quantidade com ou sem casca.

Caqui

 Embora seja uma fruta um pouco doce demais, possui substâncias que ajudam a baixar o triglicéride, além de manganês, potássio, e na casca há agentes antitumorais. Há também uma forte presença de carotenoides, que fortalecem o sistema imunológico, diminuem o risco de doenças degenerativas e possuem alta ação antioxidante, combatendo o envelhecimento precoce.

Benefícios: Previne tumores, ajuda a baixar o triglicéride, fortalece o sistema imunológico e diminui o risco de doenças degenerativas.

Como servir: Pode ser servido com casca e em pouca quantidade.

Morango

 A orientação é, sempre que possível, oferecer aos pets morangos orgânicos. Eles possuem propriedades que melhoram a função cerebral, vitamina C, ácido elágico, cuja ação antioxidante é muito bem vinda, e ácido gálico, que diminui o risco de câncer. Além disso, o morango tem poucas calorias e ajuda a melhorar o aprendizado.

Benefícios: Diminui os riscos de câncer, é um forte aliado contra o envelhecimento precoce e melhora a função cerebral.

Como servir: Com pele e em quantidade moderada.

 Melancia 

 Gente, vamos lembrar de tirar a casca antes e o branquinho também – se não pode bloquear o trato intestinal do cãozinho! No mais, tá tudo certo; além de hidratar muito – ela é 92% água – a melancia é um coquetel de vitaminas A, B6, C e potássio.

Melão Cantaloupe

 Uma fatia é um petisco de bom tamanho, e é repleta de: vitaminas A, B e C, fibra, betacaroteno, potássio, magnésio, tiamina, niacina, ácido pantotênico e ácido fólico.

Pêssego 

 Livre-se do caroço e corte o pêssego em fatias antes de oferecê-lo ao seu amigo canino. Essa fruta cheia de fibras e vitamina A pode ajudar a combater infecções.

Frutas com algumas Restrições:

 Laranja

 Atenção! Se o cão não tem gastrite, a laranja é uma ótima fruta para ser consumida. Possui vitaminas, principalmente a C, antioxidantes, substâncias anti inflamatórias, antialérgicas, anti hipertensiva e mais de 100 elementos anticâncer. Além disso, também é rica em fibras.

Benefícios: Previne o envelhecimento precoce do bicho de estimação, é anti-inflamatória e antialérgica, além de ser uma forte aliada na prevenção de câncer.

Como servir: A laranja deve ser servida sem casca ou semente, mas com pele e bagaço.

 Abacaxi

 

 Atenção! Não é muito indicada pela sua acidez, porém existem tutores que ofertam. Ela não pode ser ofertada com a casca, pois poderá “atacar” o sistema gastrintestinal do animal.

 

 Deve ser consumido com moderação para evitar um aumento nos níveis de açúcar. No entanto, é muito bom para utilização como um medicamento, se o cachorro comer fezes.

 Framboesa 

 Essas frutinhas são particularmente benéficas para focinhos mais idosos porque têm propriedades anti-inflamatórias que ajudam com a dor e pressão das articulações. Além disso, têm alto teor de fibras, manganês e vitamina C e poucos açúcares e calorias. Mas atenção! A framboesa tem um pouco de Xilitol que é uma toxina, então ofereça pequenas quantidades por vez ao seu bichinho.

Frutas Proibidas:

Abacate 

 Tudo no abacate é problemático para os cães; caroço, casca e folhas. O abacate possui uma toxina chamada Persina. Humanos são imunes a ela, mas nos cachorros ela causa vômito e diarreia. A parte carnosa da fruta não tem tanta persina, mas ainda assim é arriscada para os peludos. Se você planta abacates na sua casa, assegure-se que seu animal não tenha acesso à planta.

Cereja 

 Apesar de a frutinha ser deliciosa, e você até pode dividir a parte carnosa com seu amigão, tanto sua planta, caroço e casca contêm cianeto que podem causar falência respiratória e até morte! O cianeto prejudica o transporte de oxigênio nas células sanguíneas. Os sintomas de envenenamento por cianeto são pupilas dilatadas, gengivas vermelhas e dificuldade para respirar.

Coco 

 O coco contém triglicérides que podem causar inchaço, desconforto, dor de estômago e diarreia. Ao oferecer a fruta e seu leite, seja sempre muito cuidadoso e converse antes com seu veterinário.  Alternativamente, você pode oferecer produtos à base de coco (como óleo de coco) que consumidos em pequenas quantidades, dificilmente trarão problemas a seu animal.

Damasco  

 A polpa dessa fruta é perfeitamente segura para seu cão; o problema, como com a cereja, é com a haste, as sementes e as folhas da planta que são altamente tóxicas para o animal. Essas plantas contêm cianeto e podem causar problemas respiratórios e até morte!

Figo 

 Pode causar reações alérgicas em alguns animais e, além disso, a planta e árvore do figo se ingeridas, podem causar vômito e diarreia, além de processos inflamatórios na pele em caso de contato.

Groselha 

 A groselha tem o mesmo potencial tóxico das uvas e das uvas-passa, podendo causar vômitos, diarreia e problemas renais muito sérios. Mesmo sem sintomas, consulte o veterinário se seu animal consumir acidentalmente essas frutas!

Laranjeira e Limoeiro 

 O problema aqui não são as frutas – que na realidade são até benéficas para seu animal. São da casca, sementes, folhas e cabos da árvore e da fruta que você quer que seu animalzinho mantenha distância. Seu consumo pode causar depressão, diarreia e vômito.

Pêssego, Ameixa e Caqui  

 O caroço dessas frutas é perigoso porque pode causar obstrução intestinal, e se você tem alguma dessas árvores em casa, precisa tomar muito cuidado porque a gente sabe que cãezinhos atacam o que veem pela frente. Preste atenção nas fezes do seu animal, e se estiverem cheias de sementes e caroços, você vai ter de tomar providências!

Sementes de Maçã  

 Esse é um lembrete especial. A maçã descaroçada, sem casca e sem miolo é um snack bárbaro para o seu peludo (embora sempre com moderação). Mas é importante saber que suas sementes contêm cianeto – uma substância muito tóxica para cães. Embora seja necessária uma quantidade grande de sementes para causar problemas sérios, a gente sabe que cachorros não são exatamente comedidos e devoram qualquer coisa!

Tomate  

 Sim, tomate também é uma fruta!  A parte vermelha que nós humanos comemos, é considerada "ok" para nossos peludos, mas é bom ficar longe das partes verdes (caule e folhas) pois elas podem causar problemas gástricos. Tá certo que precisa comer muita planta de tomate pra passar mal, mas pra que correr o risco, não é?

Uva e uva-passa  

 Ninguém sabe exatamente qual é a substância tóxica dessa fruta que causa tantos estragos, mas a verdade é que ela é um verdadeiro veneno para seu cãozinho independente de idade, sexo ou raça. Mesmo que alguns animais consumam essas frutas sem apresentar problemas, a verdade é que elas podem causar danos renais irreversíveis! Então, vamos usar o bom senso e evitá-las completamente!

Nozes

 As nozes não são boas para os cães porque elas têm um alto teor de fósforo que pode gerar cálculos na bexiga. Isso geralmente acontece com todos os tipos de frutos secos, causando vômitos, dores musculares e inchaço nas articulações.

  Você deve manter as frutas a seguir fora do alcance do seu cãozinho, e caso ele acidentalmente venha a ingerir alguma delas, ligue imediatamente para o seu veterinário para que ele lhe diga como proceder.