Frugivorismo, conheça um pouco mais sobre essa dieta

E a falta de nutrientes?

 

  A nutróloga Dra. Ana Luísa Vilela afirma que pode haver deficiência em alguns nutrientes quando se opta pelo frugivorismo. "Proteínas, gorduras, Ômegas 3 e 6 (que auxiliam no desenvolvimento da memória) e a vitamina B-12 (colaboram com o bom funcionamento do sistema nervoso) entre outros não são encontrados nas frutas", explica ela.

 

  Mas o estudante não vê problemas: "Estou há sete anos e meio sem suplementos e até mesmo da famosa B12 eu não sinto falta. Meus níveis de todos os nutrientes e biomarcadores são excepcionais, à exceção da B12. Mas diversos profissionais e estudos indicam que pessoas que consomem comida cozida não são bons parâmetros de saúde verdadeira", explicita o jovem.

 

  A prudência, claro, continua necessária. "É de extrema importância visitar periodicamente um profissional para realizar o acompanhamento nutricional, com realização de exames preventivos para desnutrição, anemia e níveis de vitaminas", aconselha a Dra. Ana Luísa.

 

Como iniciar a dieta das frutas?

  Não há como negar: É uma mudança radical! Por isso, para quem deseja ser um "frugívoro" alguns passos são importantes. Confira:

 

 1 - Procure um profissional: Antes de iniciar qualquer restrição alimentar é de suma importância um aconselhamento do médico. Marque uma consulta com um nutricionista, esteja atento às necessidades nutricionais antes de abdicar de alimentos importantes.

 

 2 - Faça exames de rotina: Faça um check up geral! Exames de sangue, fezes, urina, cardiológicos, ortopédicos etc. Como a dieta da frutas abre mão da proteína animal, por exemplo, é importante estar atento à saúde dos ossos, ao funcionamento do intestino e tantas outras funções do nosso corpo.

 

 3 - Adapte seu cardápio: Comece aos poucos... Substituindo o jantar por porções de frutas, sobremesas e lanches. Informe-se do consumo indicado para o seu organismo, da quantidade necessária e das frutas que não podem faltar no cardápio.

 

 4 - Inove nas preparações: Está acostumado a comer frutas com iogurte? Comece a pensar em outras combinações, outras formas de preparar e incluir uma mesma fruta no seu dia a dia, assim, será mais fácil de adaptar ao frugivorismo.

NUTRIENTES QUE O CORPO NECESSITA 

  1| CARBOIDRATO
 

  A principal função do carboidrato é fornecer energia ao organismo e as frutas são a melhor fonte de carboidrato que existe. Pois além de promover energia por ser um carboidrato complexo, elas ainda fornecem fibra, mineral, proteínas e vitaminas. Ao contrário dos amidos e açúcares refinados, que são fonte apenas de carboidrato simples que não sacia a fome, não supri as necessidades nutricionais e aumenta a taxa de glicose no sangue.

 

PRINCIPAIS FONTES SAUDÁVEIS DE CARBOIDRATO

 

  Todas as frutas são a melhor fonte de carboidrato pois são ricas em frutose.

 

  2| PROTEÍNA
 

  As proteínas são responsáveis pela reparação e reconstrução das células do organismo. Se você mantiver uma alimentação frugívora, não haverá ambiente propício para bactérias danificarem sua estrutura biológica. Com isso, não será necessária ingerir grandes quantidades de proteínas para reparar danos, a quantidade proteica das frutas já são o suficiente.

 

PRINCIPAIS FONTES SAUDÁVEIS DE PROTEÍNA

 

 Todas as frutas tem uma quantidade de proteínas, porém algumas das frutas mais ricas são o damasco seco, uva passa, goiaba, tâmara, ameixa seca, abacate, laranja, jaca, jabuticaba, framboesa, banana, pêssego, figo.

 

  3| GORDURA BOA
 

  As gorduras são importantes para o bom funcionamento do organismo, serve como reserva de fonte de energia e facilita a absorção das vitaminas.

 

PRINCIPAIS FONTES SAUDÁVEIS DE GORDURA BOA

 

 

 

 Abacate, côco seco, côco verde, castanhas, amêndoas e nozes (rico em ômega 3,6 e 9). Algumas pessoas incluem também sementes de linhaça e chia, mas vai de acordo com seu paladar.

 

 4| ÁGUA
 

  Dentre as principais funções da água no corpo humano, podemos destacar sua participação em reações químicas, no controle da temperatura do corpo e no transporte de nutrientes. A melhor fonte de água são as das frutas, pois a água industrializada é composta por uma taxa muito alta de flúor e passa por uma série de processos que afeta na quantidade de sais, tornando uma água ácida que proporciona um ambiente perfeito para agentes cancerígenos. No entanto, se sua alimentação ainda inclui alimentos cozidos é necessário ingerir muita água além das frutas. Entenda mais aqui.

 

PRINCIPAIS FONTES SAUDÁVEIS DE ÁGUA

 

  Melancia, mamão, manga, abacaxi, melão, côco…

 

 

 

 5| SAIS MINERAIS
 

  Sua maior parte está concentrada nos ossos e tem funções muito importantes no corpo, a falta delas pode gerar desequilíbrios na saúde.

 

PRINCIPAIS FONTES SAUDÁVEIS DE SAIS MINERAIS

 

Cálcio: Figo, tâmara, damasco seco, laranja, amoras, kiwí…

 

Cobalto: Tomate, amendoim, nozes..

 

Cromo: Uva, maçã, laranja, tomate…

 

Cobre: banana, damasco, ameixa, uva passa…

 

Cloro: Tâmara, tomate, nozes, avelãs, azeitona…

 

Enxofre: Laranja, abacaxi, abacate…

 

Fósforo: banana, ameixa, laranja, pêra, cacau, figo, nozes…

 

Ferro: Morango, abacate, damasco seco, côco, uvas…

 

Iodo: Ameixas secas, bananas, morango, cramberry…

 

Magnésio: Banana, damasco, pêssego, abacate…

 

Manganês: Banana, abacaxi, nozes…

 

Potássio: Banana, laranja, ameixa seca, figo…

 

Silício: Maçã, manga, banana, laranja, amora…

 

Sódio: Banana, carambola, azeitonas, melancia, ameixa, uva, maracujá, melão…

 

Selênio: Noz, castanha do Pará, Amêndoas, semente de girassol…

 

Zinco: Abacate, abacaxi, ameixa, banana, figo, manga, limão, maçã…

 

 
 6| VITAMINAS


  Vitaminas são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo, algumas são produzidas pelo nosso corpo e outras nós precisamos adquirir através da alimentação. Devemos ter bom senso não só com a vitaminas mas com todos os nutrientes, porque tanto os excessos como a falta podem causar sérias doenças.

 

PRINCIPAIS FONTES SAUDÁVEIS DE VITAMINAS

 

 

Vitamina A (Retinol): Manga, mamão, tomate…

 

Vitamina B1 (Tiamina): Pistache, amendoim, castanhas…

 

Vitamina B2 (Riboflavina): Manga, mamão, abacaxi, tomate…

 

Vitamina B3 (Niacina): Pêssego, goiaba, nectariana…

 

Vitamina B5 (Ácido pantotênico): Abacate, nozes…

 

Vitamina B6 (Piridoxina): Banana, melancia, abacate…

 

Vitamina B7 (Biotina): Bananas,nozes, abacate…

 

Vitamina B9 (Ácido fólico): Laranja, abacate, morango…

 

Vitamina C (Ácido ascórbico): Acerola, laranja, kiwí, morango…

 

Vitamina E (Tocoferol): Abacate, mamão, caju, manga…

 

Vitamina K (Filoquinona): Açaí, banana, limão, kiwí…

 

     FRUGIVORISMO é um estilo de vida baseado na alimentação crua natural, composta primariamente de frutas e de vegetais crus, além de algumas castanhas e sementes. Esses alimentos devem ser de origem vegetal, frescos e integrais.

 

  Muitas das dietas para perda de peso consistem em consumir apenas um alimento ou grupo alimentar, mas são temporárias (e não fazem efeito). Porém, existe quem viva muito bem se abastecendo quase que exclusivamente de frutas. Coisa de louco? Talvez não

 

  O frugivorismo é uma dieta que se baseia no consumo quase 100% de frutas, incluindo, minoritariamente, vegetais e algumas sementes e oleaginosas. Esse estilo de vida comumente se alia ao crudivorismo (tudo cru!). Apesar disso parecer bastante estranho e impraticável, existem pessoas que vivem há anos desse modo.

 

   A exemplo de Eduardo Corassa , de 29 anos, estudante de nutrição, palestrante e autor de vários livros sobre o assunto. O rapaz pratica uma dieta frugívora crua, exclusiva de frutas, vegetais, sementes e nozes, há sete (SETE!) anos e meio.

 

 "Os primatas antropóides (nossos parentes mais próximos) compartilham 99.3% do nosso DNA e se alimentam primariamente de frutas e vegetais. A lei das similaridades afirma que todos os animais semelhantes na natureza comem de forma similar", diz ele justificando a dieta.

 

  Corassa afirma ter optado pela dieta graças a diversos problemas de saúde como faringite, diabetes e alergias, que deixaram de prejudicá-lo de forma tão severa depois de sua mudança no cardápio. "No início me incomodei por parecer mais magro, mas aprendi que eu vivenciava o equilíbrio natural de hormônios, devido à dieta ser hipo-proteíca e hipo-lipídica. Chegarei aos 120 saudável e aparentando muito menos", brinca.

 

  E não tem muito segredo no cardápio dele. São, em média, dois quilos de frutas no almoço, dois quilos de vegetais no jantar e, vez ou outra, uma pequena porção de sementes comestíveis (abóbora, girassol etc.), nozes, abacate ou polpa de coco. "Nada de grãos, mesmo germinados, ou qualquer coisa enlatada, ensacada ou embalada. Só alimentos frescos como ocorrem na natureza", revela o palestrante.